quarta-feira, 19 de abril de 2017

Surf - Caio Ibelli é vice-campeão do Rip Curl Pro Bells Beach

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Caio Ibelli (SP) (@WSL / Kelly Cestari).
O paulista Caio Ibelli barrou o campeão mundial John John Florence com uma virada espetacular no último minuto da semifinal, mas não conseguiu superar o vice-campeão, Jordy Smith, na decisão do título do Rip Curl Pro Bells Beach. Os dois deram um show nas ótimas direitas de 6-8 pés da quarta-feira e o sul-africano ganhou a final por 18,90 a 17,46 pontos, para badalar o sino do troféu da vitória que não conseguiu no ano passado contra o australiano Matt Wilkinson. Mas, o brasileiro também festejou bastante no seu primeiro pódio em etapas do World Surf League Championship Tour.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Surf - Brasil passa invicto pela segunda-feira em Bells Beach

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Filipe Toledo (SP) (@WSL / Kelly Cestari).
Os brasileiros venceram as baterias que abriram a segunda-feira de ótimas ondas de 4-6 pés no Bowl de Bells Beach e quatro vão disputar classificação para as quartas de final do último desafio da perna australiana, antes da etapa brasileira do World Surf League Championship Tour, de 9 a 20 de maio em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Filipe Toledo fez os recordes do dia com a nota 9,77 da sua primeira onda e os 18,27 pontos que totalizou contra Adrian Buchan. O campeão mundial Adriano de Souza também abriu a segunda bateria com uma nota 9 para despachar Jeremy Flores. E na terceira, Wiggolly Dantas barrou o defensor do título do Rip Curl Pro Bells Beach, Matt Wilkinson. Os três e Caio Ibelli vão disputar classificação para as quartas de final. Na segunda-feira foi encerrada a etapa feminina e a norte-americana Courtney Conlogue badalou o sino da vitória pelo segundo ano consecutivo, derrotando todas as campeãs mundiais que enfrentou nas direitas de Bells Beach.

Surf - Thiago Camarão e Dominic Barona vencem o Rip Curl Pro Argentina em Mar del Plata

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Thiago Camarão (SP) (Maximiliano Marinucci).
O paulista Thiago Camarão e a equatoriana Dominic Barona foram os campeões do Rip Curl Pro Argentina em Mar del Plata e largaram na frente na corrida pelos títulos sul-americanos de 2017 da WSL South America. Thiago ganhou a decisão verde-amarela do QS 1500 com o capixaba Krystian Kymerson, mantendo a hegemonia de títulos brasileiros nos cinco anos da história da etapa argentina do WSL Qualifying Series. E Dominic derrotou a peruana Melanie Giunta na final da inédita etapa feminina do QS 1000, encerrada nas direitas do icônico e lendário pico El Yacht da Playa Grande, no Domingo de Páscoa em Mar del Plata. 
"Estou me sentindo realizado agora, pois não imaginava que chegaria na final", disse Thiago Camarão. "O campeonato acabou mudando aqui para essas direitas incríveis e acho que foi a melhor opção, porque deu boas ondas nesses dois últimos dias. Esse campeonato vai ficar na memória de muitos, na minha com certeza, e espero voltar aqui para Mar del Plata ano que vem. O Krystian (Kymerson) estava surfando muito bem, para mim era o melhor de todo o torneio, então procurei ficar calmo e não extrapolar muito nas manobras, porque ele poderia mudar toda a situação a qualquer momento. Estou muito feliz e agora vamos festejar".

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Surf - A ABRASP anuncia a volta do Circuito Brasileiro em 2017

João Carvalho - JBC Notícias e Assessoria do Surf_
A Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) anuncia a realização do histórico trigésimo Circuito Brasileiro em 2017, com várias etapas somando pontos no ranking para definir o campeão brasileiro da temporada. Por causa da atual crise econômica e política do país, foram criados sete níveis de premiação e pontuação - desde "1A" oferecendo o mínimo de R$ 5.000 de prêmio até "7A" de R$ 80.000. O objetivo é criar novas oportunidades para centenas de surfistas que estão sem competir, pois no ano passado não teve circuito e nem campeão brasileiro, pela primeira vez em 31 anos de história. A ABRASP apresenta uma proposta de calendário ousada, com 24 etapas masculinas e doze femininas, sendo que dez delas são combinadas com homens e mulheres competindo no mesmo evento.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Surf - John John Florence imbatível no Margaret River Pro

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
John John Florence (HAV) (@WSL / Ed Sloane).
O campeão mundial John John Florence estava simplesmente imbatível no domingo, batendo recordes a cada bateria com seu ataque agressivo de frontside nas direitas de 6-8 pés de Main Break, no último dia do Drug Aware Margaret River Pro na Austrália. Com a vitória massacrante, por 19,03 pontos de 20 possíveis, na final com o norte-americano Kolohe Andino, o havaiano recuperou a lycra amarela do Jeep WSL Leader, perdida para o australiano Owen Wright na Gold Coast. Kolohe chegou na decisão do título vencendo Filipe Toledo na semifinal que chegou a ser interrompida pela ameaça de tubarões na área do campeonato.

Surf - Sally Fitzgibbons festeja primeira vitória em M-River

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Sally Fitzgibbons (AUS) (@WSL / Ed Sloane).
Depois de quase uma semana de espera, as ondas voltaram a entrar com boas condições no sábado para decidir o título feminino do Drug Aware Margaret River Pro nas séries de 3-5 pés em Main Break. As finais masculinas ficaram para o último dia do prazo do segundo desafio do World Surf League Championship Tour e a primeira chamada do domingo será as 7h00 em Western Australia, 20h00 do sábado em Brasília. Entre as meninas, Sally Fitzgibbons festejou sua primeira vitória em Margaret River na final contra a defensora do título desta etapa e atual campeã mundial, Tyler Wright. Com os 10.000 pontos conquistados, passou a dividir o primeiro lugar no Jeep WSL Ranking com a também australiana Stephanie Gilmore, campeã na Gold Coast.

Surf - Bino Lopes é vice-campeão do QS 3000 de Martinica

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Bino Lopes (BA) (Poullenot / Aquashot).
O baiano Bino Lopes ficou perto da segunda vitória brasileira seguida no WSL Qualifying Series, perdendo por pouco a decisão do título do QS 3000 Martinique Surf Pro, encerrado sexta-feira no Caribe nas direitas de Basse-Pointe. O neozelandês Ricardo Christie venceu por 16,66 a 15,57 pontos e entrou na lista dos dez que se classificam para o CT. Bino Lopes subiu para o 12.o lugar no ranking que no momento está indicando até o 11.o colocado, mesma posição que terminou no ano passado, na porta de entrada da elite dos top-34 da World Surf League. Na próxima terça-feira, começa a primeira etapa da WSL South America em 2017, o Rip Curl Pro Argentina com o tradicional QS 1500 masculino e um inédito QS 1000 feminino em Mar del Plata.