segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Ventos e velas - Velejadores brasileiros são bicampeões do Rolex Miami OCR

Por 360 graus
Terceiro lugar na medal race garante o bi   Foto: Rolex/ Daniel Forster 

Robert Scheidt e Bruno Prada são os bicampeões da Rolex Miami OCR, primeira etapa da Copa do Mundo de Vela em 2012. A dupla brasileira, que estava na liderança da competição, ficou com o terceiro lugar na medal race, neste sábado (28/1), somando 37 pontos perdidos. Os franceses Xavier Rohart e Pierre Alexis Ponsot, França são os vice-campeões, com 48 pontos, seguidos pelos noruegueses Eivind Melleby e Petter Morland Pedersen, com 50.


Esta é a segunda vitória de Scheidt e Prada na Rolex Miami OCR. A dupla foi campeã também em 2011, quando venceu quatro das cinco etapas da Copa do Mundo de Vela - além da disputa de Miami, a Semana Olímpica Francesa, em Hyères, Delta Lloyd Regatta, em Medemblik, e a Skandia Sail for Gold Regatta, Weymouth (ING). Líderes do ranking mundial da classe Star, os brasileiros querem repetir o feito este ano, visando à preparação para os Jogos de Londres, em julho.
Terceiro lugar na medal race garante o bi  Foto: Rolex/ Daniel Forster 
"Este é o nosso nono título consecutivo", destaca Bruno Prada, lembrando que ele e Scheidt não perdem uma competição desde a Semana Olímpica Francesa, em Hyères, em abril de 2011. "É o resultado de todo um trabalho de desenvolvimento de equipamentos que estamos fazendo desde o início de 2011, como parte da preparação para a Olimpíada de Londres", disse. Scheidt e Prada aproveitaram a competição em Miami para testar materiais diferentes, como uma nova vela.

Na medal race, neste sábado, mesmo com vento fraco e muito rondado, a dupla brasileira fez uma largada excelente, de acordo com Prada. "Ao mesmo tempo, os suecos e os noruegueses largaram mal, o que nos favoreceu. Fizemos um trabalho tático, sempre marcando as duas duplas, não deixando elas navegarem sozinhas", explicou o velejador, referindo-se às duplas adversárias que tinham maior chance de chegarem ao título. 

A primeira etapa da Copa do Mundo de Vela reuniu vários velejadores entre os melhores do mundo, em dez classes olímpicas e três paraolímpicas, e teve um saldo positivo para Scheidt e Prada. "Foi muito bom termos vindo", assegurou Bruno. A próxima competição da dupla é a Seletiva Olímpica de Búzios, a partir de 2 de fevereiro, onde os brasileiros vão buscar a vaga para os Jogos de Londres.

Classificação final da Star, após a Medal Race e um descarte:

1º - Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 37 pontos perdidos (1+8+7+5+2+1+3+7+4+1+6)

2º - Xavier Rohart e Pierre Alexis Ponsot, França, 48 pp (4+9+9+8+5+12+1+1+5+2+4) 

3º - Eivind Melleby e Petter Morland Pedersen, Noruega, 50 pp (8+2+4+3+8+4+5+3+1+13+12)

4º - Fredrik Loof e Max Salminen, Suécia, 51 pp (2+5+2+9+7+2+6+2+3+4+18) 

5º - Peter O'Leary e David Burrows, Irlanda, 56 pp (10+12+15+2+3+3+7+6+2+3+8)

Líderes do ranking mundial da ISAF

Robert Scheidt e Bruno Prada retomaram a liderança do ranking mundial da classe Star no início de janeiro. De acordo com a relação divulgada pela Federação Internacional de Vela (Isaf), Scheidt e Prada somam 4.646 pontos, à frente dos italianos Diego Negri e Ferdinando Colaninno (4.524) e dos noruegueses Eivind Melleby e Petter Morland Pedersen (4.518). 

A dupla brasileira se manteve na primeira posição de julho de 2010 a novembro de 2011. No mês seguinte, passaram para o segundo lugar, já que não disputaram o Campeonato Europeu de Vela, e voltaram à ponta depois de conquistar o título mundial em Perth, na Austrália, também em dezembro. A temporada 2011 foi uma das melhores da carreira dos dois velejadores. Eles ganharam 11 dos 13 campeonatos que participaram, sendo cinco deles sem precisar disputar a medal race. Com o resultado deste sábado, em Miami, a liderança do ranking está garantida por mais um período.

Nenhum comentário:

Postar um comentário