segunda-feira, 12 de março de 2012

Ventos e Velas - Franceses vencem quarta perna da Volvo Ocean Race

por MariPeccicacco -  fonte Coluna do Murillo Novaes
Groupama conquista etapa da China até a Nova Zelândia e reduz vantagem do Telefónica na classificação geral.
O Groupama foi o vencedor da quarta perna da Volvo Ocean Race 2011/2012 entre Sanya (China) e Auckland (Nova Zelândia). Os franceses completaram as 5.220 milhas náuticas  na madrugada deste sábado (10) em 19 dias 15 horas e 36 minutos, com uma vantagem de mais de 100 milhas sobre o segundo colocado, o Puma.
O resultado foi bastante comemorado pelos tripulantes do barco verde na chegada ao porto da Oceania. Afinal de contas, eles tiraram os 100% de aproveitamento do Telefónica, da Espanha, na Volta ao Mundo, que ganhou as três primeiras pernas da regata. Com os 30 pontos somados, o time da França assume a segunda colocação geral, ultrapassando o Camper, que deve ser o quarto colocado desta vez.
“É um grande dia para a tripulação do Groupama 4. Tomamos as decisões corretas e ousadas no meio da regata e isso nos deu essa vantagem. A escolha do rumo ao norte foi o momento chave dessa perna”, explica Franck Cammas, em referência ao momento em que o barco, junto com o Puma, seguiu para o norte ainda na Ásia e desgarrou da flotilha.
Outro fator também chamou atenção: nas 100 milhas finais, o time da França teve uma avaria na proa do veleiro que resultou em inundação. O trabalho da equipe de terra será fundamental para arrumar o problema, já que a Regata do Porto de Auckland será no sábado (17) e a largada para Itajaí no dia seguinte.
“Percebi de uma hora pra outra que a proa do barco estava cheia de água. Quando o helicóptero da organização se aproximou, nós estávamos bombeando a água, eles provavelmente estavam tentando descobrir o que estava acontecendo. Foi um drama, mas espero que essa vitória nos impulsione na tabela”, conta o timoneiro Damian Foxall. O Puma foi o segundo a cruzar a linha mas a briga acirrada foi pelo terceiro lugar. O Telefónica conseguiu a medalha de bronze ao cruzar a linha apenas 93 segundos a frente do Camper, que ficou com a quarta colocação. Abu Dhabi e Sanya foram os últimos a chegarem, ja neste domingo.
A parada brasileira – A passagem da Volvo Ocean Race em Itajaí está prevista para o início de abril. O trecho entre Auckland (Nova Zelândia) e a cidade catarinense é um dos pontos mais sensíveis e estratégicos da regata de Volta ao Mundo. As equipes percorrerão 12.417 quilômetros (6705 milhas náuticas) – o maior trecho da competição – para chegar à costa catarinense. A largada será no domingo (18).
A vila da regata de Itajaí será aberta no dia 4 de abril, quando devem chegar os primeiros barcos. Depois de duas semanas de manutenção, as equipes disputam a Regata Pro-Am, no dia 20, a Regata In-Port, no dia seguinte, e largam para os Estados Unidos no dia 22, em direção a Miami.


Da ZDL de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário