domingo, 8 de abril de 2012

Surf - Mick Fanning bate Kelly Slater em Bells

Por: João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ASP South America
 Mick Fanning vence em Bells
Adriano de Souza vai defender o título do WCT Rio Pro como vice-líder na corrida pelo título mundial da temporada
O australiano Mick Fanning, 30 anos, voltou a badalar o sino da vitória no Rip Curl Pro na decisão contra o onze vezes campeão mundial Kelly Slater, 40, em Bells Beach. O título valeu 10.000 pontos que o levaram do 13.o para o terceiro lugar no ranking do ASP World Tour 2012. Com a passagem para a final, Slater assumiu a liderança e Adriano de Souza permaneceu em segundo na classificação geral das duas etapas realizadas na Austrália. A próxima é o Billabong Rio Pro no Brasil, de 9 a 20 de maio na capital do Rio de Janeiro.

 
O australiano Mick Fanning foi o campeão do Rip Curl Pro, etapa do World Tour disputada em Bells Beach, Austrália.
A sexta-feira de boas ondas de 3-5 pés foi o dia da vingança para Mick Fanning. Era a terceira vez consecutiva que ele decidia o título do campeonato mais antigo do ASP World Tour. Em 2010 perdeu para o próprio Slater e no ano passado para o seu grande amigo Joel Parkinson, que ele derrotou nas semifinais. Para muitos, esta final foi considerada como uma das melhores dos 51 anos de história do Rip Curl Pro.
O australiano venceu o evento em 2001 e largou na frente com nota 9,10 usando a força nas manobras para jogar muita água em uma boa onda finalizada com um aéreo. Em seguida, pega outra direita da série e consegue um 8,6 para botar uma vantagem de mais de 10 pontos, o que no surfe é como uma goleada no futebol. Mas, Slater é Slater e ele sai da "combination" com uma nota 10 em um aéreo rodando incrível, muito alto, no "pocket" da onda, fantástico.

Não demora muito e Kelly acha outra direita boa abrindo a parede para ele desfilar o seu arsenal de manobras modernas e virar o placar com uma nota 8,07. Só que Mick Fanning não se abala e com uma escolha impecável pega mais uma onda da série e aplica uma série de batidas e rasgadas abrindo grandes leques de água para retomar a ponta com uma nota 9,70. Usando o aéreo como principal arma, Slater quase consegue a virada fatal na onda seguinte, mas os juízes repetiram a nota 8,07 e ele precisava de 8,80 pontos. Ainda lutou até o fim, mas não conseguiu mudar o resultado de 18,80 a 18,07 pontos.
"Foi incrível e estou muito feliz", disse Mick Fanning. "Quando o Kelly (Slater) fez o 10, eu pensei: oh, aqui vamos nós de novo. Mas, tentei me manter calmo para pegar outra onda boa e estou amarradão que tudo valeu a pena. Estou realmente sem palavras porque foi uma final muito intensa. A multidão foi incrível lotando este anfiteatro hoje (sexta-feira) e estou muito feliz por ter conseguido vencer de novo este evento fantástico".
Apesar de ver a vitória escapar mesmo com uma nota 10 na bateria, Slater destacou as virtudes de Mick Fanning. "Eu sabia que o Mick (Fanning) não ia perder a paciência por nada. Ele começou bem, então eu pensei em mandar um aéreo grande, mas não foi suficiente. Foi tudo muito emocionante para mim. Mesmo quando ele teve o 9 e 8, eu sentia que algo de bom ia vir para mim. Mas, também sabia que ia ser um pouco difícil a luta com as ondas lá fora, com os grandes intervalos entre as séries, as longas calmarias, mas é assim mesmo".

O defensor do título, Joel Parkinson, 30 anos, foi barrado por Mick Fanning na semifinal e depois disso queria ver o amigo vencer o campeonato. "Eu disse para o Mick (Fanning) que ele tinha que tocar o sino. Ele me bateu e esperava que fizesse o mesmo com o Kelly (Slater). Ninguém merecia mais a vitória do que ele. Ele chegou perto tantas vezes e eu não conseguia pensar em um fim mais apropriado para o dia de hoje (sexta-feira) aqui".

MINEIRINHO VICE-LÍDER - Adriano de Souza chegou a liderar o ranking por um dia, após a eliminação de Taj Burrow na terceira fase na quinta-feira. Ele acabou derrotado em uma disputa acirrada com o australiano-voador Josh Kerr, que acertou um aéreo rodando muito alto nota 9,73
 
que fez a diferença no placar de 17,40 x 15,36 pontos. Mineirinho terminou em nono lugar no Rip Curl Pro, marcou 4.000 pontos e quatro surfistas poderiam lhe tirar a dianteira na corrida pelo título mundial da temporada.

O próprio Josh Kerr e o sul-africano Jordy Smith conseguiriam isso se passassem para as semifinais. Mas, Kerr perdeu para Kelly Slater e Smith para Joel Parkinson nas quartas de final. Então, Slater e Parkinson assumiriam a ponta se chegassem na final, com os dois podendo até decidir o primeiro lugar na última bateria do campeonato. Kelly conseguiu isso, graças a uma interferência assinalada para o francês Jeremy Flores, que venceria a bateria não fosse a penalidade. Já Joel Parkinson foi batido na outra semifinal pelo campeão Mick Fanning.

BILLABONG RIO PRO - Depois da longa "perna australiana" iniciada em fevereiro, as atenções agora voltam-se para o Brasil, que vai sediar o terceiro desafio do ASP World Tour 2012 nos dias 9 a 20 de maio na capital do Rio de Janeiro. O Billabong Rio Pro vai oferecer a maior premiação da temporada - 500 mil dólares para a categoria masculina e 120 mil dólares para a feminina - e o palco principal será montado novamente na Barra da Tijuca, mas outras duas locações ficarão preparadas para receber o evento na Praia do Arpoador e no canto do Recreio dos Bandeirantes.
 
DECISÃO FEMININA - As meninas também competiram na sexta-feira em Bells Beach. Entre as quartas de final e as semifinais masculinas, foram realizadas as baterias da repescagem para as quartas de final femininas. A peruana Sofia Mulanovich acabou eliminada pela jovem norte-americana Lakey Peterson na disputa pela última vaga e terminou em nono lugar no Rip Curl Womens Pro. Além de Peterson, a atual líder do ranking Stephanie Gilmore, a havaiana Coco Ho e a neozelandesa Sarah Mason, venceram as suas baterias.

Elas completaram as quartas de final que vão abrir o sábado decisivo da segunda etapa do ASP Tour 2012 em Bells Beach. O primeiro duelo será entre a australiana Tyler Wright e Sarah Mason. No segundo, Stephanie Gilmore enfrenta a jovem havaiana Malia Manuel que já a derrotou nas fases anteriores. A terceira bateria ficou havaiana, entre a atual campeã mundial Carissa Moore e Coco Ho. E a última vaga nas semifinais será disputada pela australiana Sally Fitzgibbons e Lakey Peterson.
FINAL DO RIP CURL PRO BELLS BEACH:

Campeão: Mick Fanning (AUS) com 18,80 (notas 9,70+9,10) - US$ 75.000 e 10.000 pontos
Vice-campeão: Kelly Slater (EUA) com 18,07 (notas 10,0+8,07) - US$ 30.000 e 8.000 pontos
SEMIFINAIS - 3.o lugar - US$ 17.500 e 6.500 pontos:
1.a: Kelly Slater (EUA) 15.10 x 7.83 Jeremy Flores (FRA)
2.a: Mick Fanning (AUS) 15.83 x 14.43 Joel Parkinson (AUS)
QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar - US$ 13.750 e 5.200 pontos:
1.a: Jeremy Flores (FRA) 14.06 x 13.66 Owen Wright (AUS)
2.a: Kelly Slater (EUA) 17.97 x 16.10 Josh Kerr (AUS)
3.a: Mick Fanning (AUS) 18.00 x 10.27 Kai Otton (AUS)
4.a: Joel Parkinson (AUS) 15.44 x 14.63 Jordy Smith (AFR)
QUINTA FASE - REPESCAGEM - 1.o=Quartas de Final / 2.o=9.o lugar - US$ 11.000 e 4.000 pts:
1.a: Jeremy Flores (FRA) 14.93 x 14.90 John John Florence (HAV)
2.a: Josh Kerr (AUS) 17.40 x 15.36 Adriano de Souza (BRA)
3.a: Kai Otton (AUS) 14.27 x 12.90 Brett Simpson (EUA)
4.a: Jordy Smith (AFR) 17.27 x 9.04 C. J. Hobgood (EUA)
TOP-10 DO ASP WORLD TITLE RACE 2012 - 2 etapas:
01: Kelly Slater (EUA) - 13.200 pontos
02: Adriano de Souza (BRA) - 12.000
03: Taj Burrow (AUS) - 11.750
03: Mick Fanning (AUS) - 11.750
05: Joel Parkinson (AUS) - 11.700
05: Jordy Smith (AFR) - 11.700
05: Josh Kerr (AUS) - 11.700
08: Owen Wright (AUS) - 10.400
09: Jeremy Flores (FRA) - 8.250
10: John John Florence (HAV) - 5.750
------------outros brasileiros:
13: Heitor Alves (BRA) - 4.500 pontos
13: Miguel Pupo (BRA) - 4.500
19: Raoni Monteiro (BRA) - 3.500
25: Gabriel Medina (BRA) - 2.250
25: Jadson André (BRA) - 2.250
32: Alejo Muniz (BRA) - 1.000
QUARTAS DE FINAL FEMININAS - 5.o lugar - US$ 6.000 e 5.200 pontos:
1.a: Tyler Wright (AUS) x Sarah Mason (NZL)
2.a: Stephanie Gilmore (AUS) x Malia Manuel (HAV)
3.a: Carissa Moore (HAV) x Coco Ho (HAV)
4.a: Sally Fitzgibbons (AUS) x Lakey Peterson (EUA)
QUARTA FASE - REPESCAGEM - 1.a=Quartas de Final / 2.a=9.o lugar - US$ 5.000 e 4.000 pts:
1.a: Sarah Mason (NZL) 15.84 x 13.94 Paige Hareb (NZL)
2.a: Stephanie Gilmore (AUS) 17.17 x 8.90 Laura Enever (AUS)
3.a: Coco Ho (HAV) 15.77 x 14.50 Courtney Conlogue (EUA)
4.a: Lakey Peterson (EUA) 15.43 x 11.73 Sofia Mulanovich (PER)

Nenhum comentário:

Postar um comentário