quinta-feira, 5 de abril de 2012

Surf - Rip Curl Pro 2012 . Confira Vídeo do Terceiro Dia

Por Redação waves
O paulista Adriano de Souza é o único brasileiro que segue na briga pelo título do Rip Curl Pro 2012, segunda etapa do circuito mundial, em Bell's Beach, Austrália.
Em boas ondas de 1 metro e séries maiores, "Mineirinho" começou o dia fazendo a mala do australiano Yadin Nicol e depois foi superado pelo aussie Owen Wright (1o) e o havaiano John John Florence.

O brasileiro tem nova chance na quinta fase, contra o australiano Josh Kerr, derrotado junto com o francês Jeremy Flores pelo 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, autor de notas 9.67 e 8.83.
Raoni Monteiro cai diante de Mick Fanning em batalha de alto nível. Foto: © ASP / Kirstin.
O terceiro dia de competição teve início com as baterias da terceira fase da categoria masculina. Em um duelo com poucas ondas, Adriano de Souza teve muito trabalho para deter Yadin Nicol.
Em final dramático, Adriano - que tinha 5.00 pontos na melhor onda - recuperou a liderança com 7.33 e deixou Yadin sozinho no outside quando faltavam pouco menos de 2 minutos para o término.

Da areia, o brasileiro ficou na expectativa para que nenhuma série entrasse no pico. A torcida deu certo e Yadin saiu da água precisando de 6.74 para virar.

Gabriel Medina vê vitória escapar nos instantes finais. Foto: © ASP / Kirstin.
Na fase seguinte, Mineiro partiu pra cima dos adversários e travou um belíssimo duelo contra John John Florence e Owen Wright.

A batalha pegou fogo e Owen começou melhor com 8.60. Adriano reagiu com 7.90, mas viu Owen colocar pressão com 7.27 e John John arrancar a maior nota da disputa (9.00).

Lutando por uma nota igual ou superior a 7.98, Adriano foi ao ataque, mas conseguiu 7.03 e 7.00 nas últimas tentativas.

Também representaram o Brasil no terceiro dia do Rip Curl Pro o potiguar Jadson André, o paulista Gabriel Medina e o carioca Raoni Monteiro, todos eliminados na terceira fase.

Jadson teve uma disputa tensa contra o australiano Owen Wright, em duelo com poucas séries. O brasileiro tinha a maior nota da bateria (6.17) e esperou pacientemente no outside pela segunda onda.

Depois de aguardar por quase 10 minutos, Jadson teve azar na escolha e viu Owen pegar uma belíssima direita logo depois. O aussie não desperdiçou a oportunidade e mandou 8.60 na onda que definiu a bateria.

Quem também perdeu por detalhe foi Gabriel Medina. O brazuca fez bonito nos ataques de backside e conseguiu boa vantagem sobre o norte-americano CJ Hobgood ao somar 8.60 e 7.00.

CJ, que tinha 7.77 na melhor onda, passou a buscar 7.84 e se deu bem na última tentativa. Depois de descolar 6.17, o norte-americano viu Medina marcá-lo em sua frente e não hesitou em remar com tudo pra cima do brasileiro numa boa onda.

Gabriel esboçou virar a prancha na frente do adversário e usar a prioridade, mas acabou saindo da frente. CJ não vacilou e quebrou a onda para descolar 8.93 pontos. Na onda de trás, Medina tentou dar o troco, mas não foi feliz na tentativa.

Na bateria anterior, o Brasil já havia perdido Raoni Monteiro em um confronto de altíssimo nível contra o australiano Mick Fanning.

Inspirado, Fanning 9.43 e 9.03, descartando 6.83, 7.80 e 6.77, sua menor nota na bateria. Em situação muito complicada, Raoni - que tinha 6.00 na melhor onda - reagiu em grande estilo com 9.20, mas não conseguiu impedir a bela vitória do oponente.

Rip Curl Pro 2012

Quinta fase


1 John John Florence (Haw) x Jeremy Flores (Fra)
2 Josh Kerr (Aus) x Adriano de Souza (Bra)
3 Kai Otton (Aus) x Brett Simpson (EUA)
4 Jordy Smith (Afr) x CJ Hobgood (EUA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário