segunda-feira, 2 de julho de 2012

Ciclismo Urbano - Explorando Miami Beach de Bicicleta

Por Eu Vou de Bike
O leitor e amigo Paulo Augusto esteve recentemente em Miami, nos Estados Unidos, e a nosso convite conta abaixo sobre a sua experiência sobre como foi alugar e passear por Miami de bicicleta.
“Fui de Bike em Miami Beach. Eu e minha esposa passamos uma semana em Miami Beach e resolvemos reservar um dia para conhecer o lugar em cima de uma bicicleta.
Considero que de bike é possível apreciar com mais calma os detalhes da cidade. Se achar algo bonito, paro pra tirar fotos, se encontrar uma loja, um cuida da magrela enquanto o outro entra pra comprar, se achar um museu posso devolver a bike e pegar outra mais tarde.

De carro só se vê as coisas de passagem, e é ainda pior para quem está dirigindo. A pé é legal, mas não rende e periga não conhecer tudo, o negócio é ir de bike mesmo!
Miami Beach, de norte a sul, tem aproximadamente 15 km, tudo plano e com vários trechos de ciclovia. Onde não há ciclovias, existem placas sugerindo que pedestres e ciclistas compartilhem a via da calçada.
De bicicleta, dá para conhecer desde a famosa Ocean Drive com sua art déco e os bares badalados, passar pela Lincoln Road para comer ou fazer compras, seguir pela Collins e visitar o Bass Museum. E mais ao norte, a ciclovia vai beirando a praia, sensacional!
O pagamento é feito apenas com cartão de crédito, e não precisa se cadastrar, basta escolher o período, inserir o numero da bicicleta, colocar o cartão de crédito e pronto.
Se passar do horário, o extra é debitado automaticamente. Achei meio caro: 30 min=$4, 1h=$5, 2h=$10, 4h=$18 e dia=$24. Na verdade é pra turista e não para meio de transporte diário. Depois, mais tarde, encontrei uma bicicletaria que alugava bicicletas a $10 por dia. Fica pra próxima ;)
Sempre que for a uma cidade nova a passeio, vou conhecê-la de bike!”
Valeu pelo relato, Paulinho! E se você tiver uma experiência semelhante, escreva para contato@euvoudebike.com que publicaremos por aqui!

Em Miami, há um sistema de compartilhamento de bicicletas, e o esquema é o seguinte: uma bicicleta simples, sem marchas, com cestinha e paralamas. Estava em boas condições, muito leve e solta. Como não há subidas, nem dá pra cansar. Existem vários pontos pra retirar ou devolver a bicicleta, em um trecho de 4 km encontrei 5 postos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário