segunda-feira, 16 de julho de 2012

Surf - Stephanie Gilmore conquista seu quinto título mundial

por João Carvalho
Stephanie Gilmore conquista seu quinto título mundial em 2012 - foto: ASP
Furacão australiano recupera o posto de número 1 do mundo festejando o bicampeonato na etapa francesa do ASP Women´s Tour em Biarritz.
A australiana Stephanie Gilmore, 24 anos, confirmou o seu quinto título mundial no ASP Women´s Tour 2012 neste sábado, com a conquista do bicampeonato na penúltima etapa da temporada feminina, o Roxy Pro, em Biarritz, na França. A coroa já estava garantida antes da bateria final contra Tyler Wright, 18, quando a também australiana Sally Fitzgibbons, 21, foi barrada pela havaiana Coco Ho, 21, nas quartas de final que abriram o sábado na Côte de Basques.

"Eu acordei esta manhã e pensei que não iria acontecer hoje", disse Gilmore. "Mas, ao longo do dia as coisas se encaixaram e comecei a acreditar que poderia acontecer. A França é um lugar tão especial e com tanta gente na praia torcendo pra gente, então hoje foi um dia realmente muito emocionante. Acho que vou chorar..."

Depois do título confirmado antes mesmo do Nike US Open of Surfing, que fecha a temporada feminina nos dias 30 de julho a 05 de agosto em Huntington Beach, Califórnia (EUA), Stephanie surfou as melhores ondas do último dia do Roxy Pro na França. Na semifinal contra a campeã mundial do ano passado, Carissa Moore, 19, totalizou 17,10 pontos de 20 possíveis. E na grande final, registrou um novo recorde com as notas 9,53 e 9,00 das duas ondas sensacionais que surfou contra uma das forças da nova geração australiana, Tyler Wright.

"Este ano para mim foi incrível, consegui melhorar a minha consistência e evoluir o meu surfe", falou Stephanie. "O surfe feminino melhorou muito desde quando eu entrei no circuito, há cinco anos, até agora. O nível técnico destas meninas é muito alto. Então, é uma honra estar de volta ao topo com essas surfistas todas incríveis".

No ano passado, Gilmore só venceu esta etapa da França, mas em 2012 já foi a sua quarta decisão em seis campeonatos. Só perdeu a segunda, para Sally Fitzgibbons no Rip Curl Pro Bells Beach. O furacão australiano recupera o troféu que conquistou nos seus quatro primeiros anos na elite, de 2007 a 2010, repetindo o tetracampeonato da californiana Lisa Andersen de 1994 a 1997. Mas, não conseguirá alcançar o feito da recordista Layne Beachley, com os seis títulos consecutivos de 1999 até 2003.

A série foi interrompida pela peruana Sofia Mulanovich, mas Beachley ainda voltou a ser a número 1 do mundo em 2006, para entregar o reinado para Stephanie Gilmore, que passa a ser a segunda maior campeã da história com cinco títulos. Deixou o grupo das tetracampeãs que dividia com a norte-americana Freida Zamba que foi a melhor da temporada em 1984/85/86/88, a sul-africana Wendy Botha em 1987/89/91/92 e a norte-americana Lisa Andersen em 1994/95/96/97, antes do hexacampeonato de Layne Beachley no ASP Tour.

"Tenho uma equipe de apoio muito boa, entre a minha família, amigos, meu shaper Darren Handley, meus patrocinadores e todas as pessoas da Quiksilver", destaca Gilmore. "Para ser capaz de fazer o que fazemos, é uma coisa muito abençoada. O surfe é o que me motiva a acordar todos os dias e tentar sempre melhorar a mim mesma, é a inspiração de tudo".

A jovem australiana Tyler Wright também ficou feliz pelo vice-campeonato na França. Esta foi a segunda final dela em dois anos no seleto grupo das top-16 do ASP Women´s Tour. A outra foi também no Roxy Pro, mas no da Austrália que abriu a temporada 2011. Ela agora divide a terceira posição no ranking com a ex-campeã, Carissa Moore, com ambas tendo chances de brigar pelo vice-campeonato mundial com Sally Fitzgibbons na Califórnia.

"Estou feliz com essa minha segunda temporada", disse Tyler Wright. "Eu estava muito animada para a final com a Steph (Gilmore). Mas, ela ficou na frente o tempo todo na bateria e arrebentou no campeonato todo, não perdeu nenhuma bateria, surfou muito bem em todas e mereceu tudo que aconteceu pra ela hoje (sábado) aqui".

Agora o próximo destino do Circuito Mundial Feminino é o Peru, onde nos dias 24 a 28 de julho acontece o Movistar Pro 2012 válido pelo ASP 6-Star em Lobitos, no norte do país andino. Muitas estrelas da elite confirmaram participação no evento que antecede a etapa final do ASP Women´s Tour 2012 na Califórnia, a partir do dia 30 de julho nos Estados Unidos. Os 3.500 pontos em jogo no Peru são importantíssimos na briga pelas seis vagas do ranking de acesso para o grupo das top-16 que vai disputar o título mundial do ano que vem.

No momento, a única surfista da América do Sul que pode figurar nesta lista é a cearense Silvana Lima, que precisou operar o joelho depois da segunda etapa do ano e deve receber o convite da ASP pela contusão. A peruana Sofia Mulanovich e a catarinense Jacqueline Silva não estão entre as dez melhores do ano que são mantidas na elite. Mas, Sofia garantiria sua permanência entre as seis indicadas pelo ASP Women´s Star, com o décimo lugar no ranking que está classificando até a 11.a colocada.

RANKING DO ASP WOMEN´S TOUR 2012 - 6 etapas:
Campeã: Stephanie Gilmore (AUS) - 48.400 pontos
2.a: Sally Fitzgibbons (AUS) - 42.100
3.a: Carissa Moore (HAV) - 36.700
3.a: Tyler Wright (AUS) - 36.700
5.a: Courtney Conlogue (EUA) - 34.800
6.a: Laura Enever (AUS) - 32.800
7.a: Malia Manuel (HAV) - 31.600
8.a: Coco Ho (HAV) - 28.400
9.a: Lakey Peterson (EUA) - 27.700
10.a: Paige Hareb (NZL) - 22.000
--------as 10 primeiras são mantidas na elite
10: Rebecca Woods (AUS) - 22.000
12: Sofia Mulanovich (PER) - 21.750
13: Sarah Mason (NZL) - 16.200
14: Silvana Lima (BRA) - 13.950
14: Pauline Ado (FRA) - 13.950
16: Sage Erickson (EUA) - 12.750
16: Justine Dupont (FRA) - 12.750
18: Jacqueline Silva (BRA) - 10.500

GALERIA DAS CAMPEÃS MUNDIAIS:
2012 - Stephanie Gilmore (AUS) pentacampeã
2011 - Carissa Moore (HAV)
2010 - Stephanie Gilmore (AUS) tetracampeã
2009 - Stephanie Gilmore (AUS)
2008 - Stephanie Gilmore (AUS)
2007 - Stephanie Gilmore (AUS)
2006 - Layne Beachley (AUS) heptacampeã
2005 - Chelsea Hedges (AUS)
2004 - Sofia Mulanovich (PER)
2003 - Layne Beachley (AUS) hexacampeã
2002 - Layne Beachley (AUS)
2001 - Layne Beachley (AUS)
2000 - Layne Beachley (AUS)
1999 - Layne Beachley (AUS)
1998 - Layne Beachley (AUS)
1997 - Lisa Andersen (EUA) tetracampeã
1996 - Lisa Andersen (EUA)
1995 - Lisa Andersen (EUA)
1994 - Lisa Andersen (EUA)
1993 - Pauline Menczer (AUS)
1992 - Wendy Botha (AFR) tetracampeã
1991 - Wendy Botha (AFR) tricampeã
1990 - Pam Burridge (AUS)
1989 - Wendy Botha (AFR) bicampeã
1988 - Freida Zamba (EUA) tetracampeã
1987 - Wendy Botha (AFR)
1986 - Freida Zamba (EUA) tricampeã
1985 - Freida Zamba (EUA) bicampeã
1984 - Freida Zamba (EUA)
1983 - Kim Mearig (EUA)
1982 - Debbie Beacham (EUA)
1981 - Margo Oberg (HAV) tricampeã
1980 - Margo Oberg (HAV) bicampeã
1979 - Lynne Boyer (HAV) bicampeã
1978 - Lynne Boyer (HAV)
1977 - Margo Oberg (HAV)

FINAL DO ROXY PRO FRANCE:
Campeã: Stephanie Gilmore (AUS) com 18.53 pontos (9.53+9.00) - US$ 15.000 e 10.000 pontos
Vice-campeã: Tyler Wright (AUS) com 13.10 pontos (8.00+5.10) - US$ 9.000 e 8.000 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário