quinta-feira, 12 de julho de 2012

Ventos e Velas - Em Dublin, esquadra jovem da Vela brasuca busca mais medalhas para manter a tradição de vitórias.

por murillonovaes 
Ricardinho Paranhos e Patrick Essle são dois, mas são 420. Sorte para eles e toda nossa galera jovem!
A nova geração da vela brasileira está pronta para o Mundial da Juventude da ISAF, que será disputado desta quinta-feira (12) até o dia 21 deste mês em Dublin na Irlanda. O objetivo da garotada de até 19 anos é repetir o bom desempenho dos eventos passados e ganhar mais experiência visando, quem sabe, a Olimpíada de 2016. O grupo é formado por 12 atletas, incluindo os atuais campeões da classe SL16, Martin Lowy e Kim Vidal Andrade. Os outros nomes são: Ricardo Paranhos/Patrick Essle (420), Viviam Alencastro/Marcela Moura (420), João Pedro Souto de Oliveira (Laser), Maria Cristina Boabaid (Laser Radial), Wendy Soares (RS:X), Yago Carvalho (RS:X ) e Antônio Aranha/Philipp Essle (29er). Todos foram selecionados após a Copa da Juventude, em Porto Alegre (RS), no mês de fevereiro.


Apenas quatro atletas não disputaram o campeonato no ano passado em Zadar, na Croácia, o que mostra a bagagem internacional do grupo. “O nível da equipe é bom, a maioria que irá é experiente, pois participou no ano passado. Vale destacar as duplas: Kim e Martin do SL16, Ricardo e Patrick da classe 420 Masculino e João de Oliveira no Laser. O Brasil tem bons valores e para 2016 poderá acontecer alguma renovação, mas é prematuro indicar que algum destes jovens estará nos Jogos”, explica Ricardo Baggio, superintendente da Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM).

Ao todo, o País tem 12 medalhas (5 ouros, 2 pratas e 5 bronzes) na história da competição. A primeira dourada veio com Robert Scheidt, na classe Laser, em 1991. Outros medalhistas do evento como Ricardo ‘Bimba’ Winicki e Patrícia Freitas fazem parte da Equipe Brasileira de Vela e tentarão subir ao pódio nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. “O velejador deve ser extremamente talentoso, acima da média, já que na vela olímpica a “estrada” é bem árdua e difícil”, conta Ricardo Baggio.
Mais experiente, Maria Cristina Boabaid espera se dar bem dessa vez na Irlanda. A catarinense ficou em 13º na edição passada, em Zadar, na Croácia. A atleta disputou competições no Brasil e no exterior ao lado de representantes olímpicas, como Adriana Kostiw. “Quero brigar por medalha. Estou com a cabeça mais fria e acredito que melhorei fisicamente, o que é muito importante para o Laser. Aprendi muito e é bom velejar com alguém com mais experiência para compartilhar o que já vivenciou”.
Mais experiências - Parte da delegação ficará na Europa para disputar outras regatas após o Mundial da Juventude. Martin Lowy, por exemplo, irá participar do Campeonato Mundial Jr de Lightning, emHelsinki, na Finlândia. Ricardo Paranhos e Patrick Essle estão inscritos para o Mundial de 420, em Neusiedl am See, na Áustria. Já Antônio Aranha ePhilipp competem no Mundial de 29er em Travemünde, na Alemanha.
Os atuais campeões da Juventude na classe SL16 ficaram recentemente com o bronze do Mundial, disputado em La Baule, na França. No ano passado, no evento da Juventude em Zadar, a dupla subiu no lugar mais alto do pódio vencendo oito das 12 regatas do calendário.

As medalhas do Mundial da Juventude da ISAF:

Ouro – Robert Scheidt – Laser – 1991 – Largs (Escócia)
Ouro – Ricardo Winicki – Mistral – 1997 – Fukuoka (Japão)
Ouro – Ricardo Winicki – Mistral – 1998 – Cidade do Cabo (África do Sul)
Ouro – Martine Grael/Kahena Kunze – 420 – 2009 – Búzios (Brasil)
Ouro – Martin Lowy /Kim Vidal – SL16 – 2011 – Zadar (Croácia)


Prata – Rodrigo Amado /Leonardo Santos – Laser II – 1994 – Marathon (Grécia) -

Prata – Bruno Vilela Frey/ Ricieri Vidal Marchi – Hobie Cat 16Spin, Open – 2006 – Weymouth (Inglaterra)


Bronze – Andre Cahu /Victor de Azevedo Costa – HobieCat 16- 1998 – Cidade do Cabo (África do Sul)

Bronze – Mariana Basilio/Gabriela Biekarck – 420 – 2005 – Busan (Coréia do Sul)
Bronze – Marcos Adler/Bruno Leal Faria – 420 – 2006 – Weymouth(Inglaterra)
Bronze – Patricia Freitas – RS:X – 2008 – Aarhus (Dinamarca)
Bronze – Jorge Renato Amaral – RS:X – 2009 – Búzios (Brasil)


Nenhum comentário:

Postar um comentário