segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Ventos e Velas - Intercâmbio Kite e Surf


Por: Gustavo Foerster / Pena
Os atletas Stephan Figuereido e Gustavo Foerster - Fotos: Gisa de Paula
Os atletas Stephan Figuereido e Gustavo Foerster se juntaram para uma session no shore break de Kailua, na parte East da Ilha de Oahu.
Estamos em 2012 e o mundo dos esportes radicais nunca esteve tão ousado. Novas modalidades surgiram e apresentam manobras inovadoras que desafiam as leis da gravidade. É nesse contexto que o Kitesurf, principalmente a modalidade Wave, tem se destacado em nível mundial. E a inspiração para galera que gosta de surfar com o seu kite não poderia vir de outro nicho: As manobras modernas dos surfistas profissionais.

Em um dia típico de verão no Hawaii, muito vento, poucas ondas, você provavelmente não estaria na água, certo ? Errado. Para um praticante de kite, essa é uma boa oportunidade para treinar aerials, batidas, rasgadas, e até extrapolar tentando manobras insanas como Backloop, Rodeo Clao, Alley loop, 360 invertido com grab, entre outras possibilidades.
 Gustavo Foerster - Foto: Gisa de Paula
 Stephan Figuereido - Foto: Gisa de Paula
 Stephan Figuereido - Foto: Gisa de Paula
 Stephan Figuereido -Foto: Gisa de Paula 
 Stephan Figuereido e  Gustavo Foerster
Gustavo Foerster Foto: Gisa de Paula
Foi com esse pensamento que os atletas Stephan Figuereido e Gustavo Foerster se juntaram para uma session no shore break de Kailua, na parte East da Ilha de Oahu, no Hawaii. Stephan vem do surf e sempre é destaque na temporada havaiana com belos tubos estampados nas principais revistas do Brasil. Gustavo é atleta de Kitesurf Wave e está morando por um ano no Hawaii para evoluir seu velejo em condições com ondas maiores.

O intercâmbio funcionou. Um surfista profissional possui uma boa visão da onda. Um bom velejador tem uma boa visão da pipa. Juntando essas informações, é possível tirar proveito de uma condição que muito provavelmente você estaria fora d’agua . E ainda melhor, tornar a condição super radical com manobras alucinantes que fazem a cabeça de quem tá passando na praia ou de você mesmo que está lendo essa matéria agora.
A previsão ajudou com bastante vento e um pequeno windswell de 1 a 3 pés, que já seria suficiente para deixar a pista de vôos com a decolagem autorizada.
Podemos afimar então que o kite e o surf possuem uma grande ligação. É um esporte que aparece como mais uma ferramenta pra te manter na água, pra te puxar nas ondas, e pra te ajudar nos aerials e rotações com a prancha. Com a entrada de alguns surfistas profissionais na modalidade, o esporte tem tido uma evolução incrível.  A categoria strapless ( sem alças na prancha ) tem ficado cada vez mais próxima do surf tradicional potencializado pela pipa. Os limites estão sendo superados cada vez mais rápidos.
Aquelas manobras insanas que pareciam ser verdade apenas nos vídeos games podem estar cada vez mais próximas de serem vistas na sua praia. Se você gostou desse texto e já surfa, esse é mais um motivo pra você aprender a usar um kite para pegar suas ondas ou voar pelo oceano em dias de vento. A adrenalina paga a conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário