domingo, 9 de setembro de 2012

Surf - Messias Felix vence mais uma final brasileira na ASP

Por: ASP em 09/09/2012
O cearense Messias Felix, 26 anos, ganhou mais uma final brasileira em etapas do ASP Prime e ASP 6-Star neste ano. O vice-campeão nas ótimas ondas de 4-5 pés do domingo na praia de Santa Bárbara, em São Miguel, nas Ilhas Açores, foi o paulista Wiggolly Dantas, 22, que quase entrou no grupo dos dez surfistas que o ASP World Ranking classifica para a elite dos top-34 que vão disputar o título mundial no Dream Tour de 2013.

O ubatubense precisava vencer o ASP 6-Star de Portugal para isso, mas subiu da quadragésima para a 32.a posição no ranking que está garantindo até o trigésimo colocado, Kolohe Andino, dos Estados Unidos. Já Messias Felix festejou a sua primeira vitória no Circuito Mundial e com os 3.500 pontos recebidos nas Ilhas Açores saltou do 118.o para o 67.o lugar no ranking unificado da ASP. O cearense usou os aéreos para conquistar o título inédito para a carreira do campeão brasileiro de 2009.
“Eu estou muito cansado e realmente não sei explicar como me sinto agora”, disse Messias Felix. “É como se eu estivesse na Lua, pois é a primeira vez que ganho um evento 6 estrelas. E foi contra meu melhor amigo, o Wiggolly (Dantas). Nós estamos juntos aqui em Portugal, vindo todos os dias para a praia no carro, então a vitória foi ainda mais especial. Quero agradecer a Deus por estar aqui comigo o tempo todo e por cuidar de mim e da minha família. Eu sei que todos devem ter assistido na internet e certamente estão fazendo uma festa no Ceará”.
O cearense derrotou dois norte-americanos para chegar à final em Portugal. A primeira vítima foi Tanner Gudauskas e a segunda Nat Young, que confirmou a sua entrada no WCT com o terceiro lugar nas Ilhas Açores. Além dele, mais dois surfistas já haviam garantido suas vagas na elite dos top-34 do Dream Tour pelo ranking unificado, o irlandês Glenn Hall e o brasileiro Filipe Toledo, de apenas 17 anos de idade. Se vencesse o SATA Airlines Azores Pro, Wiggolly Dantas também entraria no G-10 do ASP World Ranking.
E o surfista de Ubatuba largou na frente com nota 8,5 na bateria que decidiu o título no ASP 6-Star de Portugal. Messias entrou na briga quando acertou um aéreo reverse muito alto em uma esquerda que valeu nota 7,93. E assumiu a ponta quando restavam dez minutos para o término, em outro aéreo agora numa direita perfeita que os juízes deram nota 7 para fechar o placar da sua primeira vitória internacional em 14,93 a 13,27 pontos.
O curioso é que ele competiu desde a primeira fase com uma prancha que vem usando por mais de um ano, toda amassada e amarelada pelas longas horas de exposição ao Sol. Enquanto a maioria dos surfistas viaja com várias pranchas diferentes, Messias preferiu acreditar na sua "prancha mágica", que funcionou muito bem nas diversas condições do mar que surfou durante esta semana na ilha de São Miguel, nos Açores.
“Esta prancha eu só uso nos campeonatos para não ter perigo de quebrar”, conta Messias Felix. “Eu adoro ela e acho que é a minha prancha da sorte. Agora vou curtir essa vitória com meus amigos aqui nos Açores e depois tem mais dois campeonatos aqui na Europa (Espanha e Ilhas Canárias) para tentar melhorar ainda mais a minha posição no ranking. Quero também agradecer minha família e ao meu patrocinador, Pena, pelo apoio durante todos esses anos”.
FINAIS BRASILEIRAS – Esta foi a quarta final 100% verde-amarela em etapas do ASP Prime e do ASP 6-Star nesta temporada. No momento, oito brasileiros estão na zona de classificação para o Dream Tour do ano que vem e Wiggolly Dantas poderia ser o nono se vencesse o SATA Airlines Azores Pro em Portugal. Mas, com os 2.640 pontos do vice-campeonato, ficou bem perto da zona de classificação para o WCT de 2013.
“O segundo lugar também foi um grande resultado e estou muito feliz pelo Messias (Felix), pois é a sua primeira vitória”, disse Wiggolly Dantas. “Consegui trocar um resultado baixo aqui e agora estou bem mais perto da qualificação para o ASP World Tour. Só tenho que manter o foco no próximo evento nas Ilhas Canárias e depois nos dois Primes do Havaí para confirmar minha vaga, então praticamente só dependo de mim mesmo para isso”.
A primeira decisão brasileira foi no ASP Prime Hang Loose Pro Contest, com o paulista Miguel Pupo faturando o título na final contra o catarinense Jean da Silva em Fernando de Noronha (PE). A segunda foi na Austrália, com o catarinense Willian Cardoso derrotando o paulista Filipe Toledo no ASP 6-Star de Newcastle. Filipe também perdeu outra final verde-amarela no ASP 6-Star da Virginia para Jean da Silva, mas confirmou sua classificação para o WCT com o vice-campeonato nos Estados Unidos.
CONFIRMADOS NO WCT 2013 – Além de Filipe Toledo, também já estão confirmados na elite dos top-34 do ano que vem os paulistas Adriano de Souza, Gabriel Medina e Miguel Pupo, pois todos já ultrapassaram a barreira dos 15.000 pontos que garantem classificação pelo ASP World Ranking. No momento, mais quatro brasileiros estariam na elite do ASP Tour 2013.
O catarinense Alejo Muniz e o cearense Heitor Alves estão confirmando suas permanências entre os 22 primeiros colocados no ranking do WCT. E os catarinenses Jean da Silva e Willian Cardoso ocupam a quarta e a quinta posição, respectivamente, na lista dos dez indicados pelo ranking unificado da ASP. Agora restam três etapas importantes para os que não fazem parte da atual elite dos top-34, uma do ASP 6-Star nas Ilhas Canárias de 18 a 23 de setembro e as duas do ASP Prime que abrem a Tríplice Coroa Havaiana em novembro na ilha de Oahu.
G-10 DO ASP WORLD RANKING – 33 etapas = 5 do WCT + 6 Prime + 22 Star:
1.o: John John Florence (HAV) – 38.665 pontos
2.o: Gabriel Medina (BRA) – 32.315
3.o: Adriano de Souza (BRA) – 29.445
4.o: Mick Fanning (AUS) – 28.743
5.o: Kelly Slater (EUA) – 28.725
6.o: Joel Parkinson (AUS) – 24.320
7.o: Josh Kerr (AUS) – 23.736
8.o: Taj Burrow (AUS) – 23.525
9.o: C. J. Hobgood (EUA) – 22.930
10: Julian Wilson (AUS) – 22.300
11: Jordy Smith (AFR) – 21.560
12: Kai Otton (AUS) – 21.345
13: Miguel Pupo (BRA) – 20.250
14: Owen Wright (AUS) – 19.700
15: Jeremy Flores (FRA) – 19.020
16: Glenn Hall (IRL) – 18.525 e 1.o no G-10
17: Adrian Buchan (AUS) – 18.205
18: Filipe Toledo (BRA) – 16.405 e 2.o no G-10
19: Nat Young (EUA) – 15.615 e 3.o no G-10
20: Damien Hobgood (EUA) – 15.270
21: Brett Simpson (EUA) – 13.490
22: Alejo Muniz (BRA) – 13.450
23: Jean da Silva (BRA) – 12.870 e 4.o no G-10
24: Heitor Alves (BRA) – 12.780
25: Willian Cardoso (BRA) – 12.740 e 5.o no G-10
26: Matt Wilkinson (AUS) – 12.550 e 6.o no G-10
27: Nathan Yeomans (EUA) – 12.454 e 7.o no G-10
28: Sebastien Zietz (HAV) – 12.430 e 8.o no G-10
29: Granger Larsen (HAV) – 12.280 e 9.o no G-10
30: Kolohe Andino (EUA) – 12.261 e 10.o no G-10
-----------próximos sul-americanos até 100:
32: Wiggolly Dantas (BRA) – 12.503 pontos
39: Hizunomê Bettero (BRA) – 10.490
41: Tomas Hermes (BRA) – 10.260
42: Alex Ribeiro (BRA) – 10.120
50: Raoni Monteiro (BRA) – 8.150
61: Jessé Mendes (BRA) – 6.816
64: Thiago Camarão (BRA) – 6.625
67: Messias Felix (BRA) – 6.507
76: Ricardo dos Santos (BRA) – 5.771
85: Jano Belo (BRA) – 4.850
89: Peterson Crisanto (BRA) – 4.661
90: Jadson André (BRA) – 4.640
101: Bernardo Pigmeu (BRA) – 4.090
RESULTADOS DO DOMINGO DECISIVO DO ASP 6-STAR DE PORTUGAL:
FINAL DO SATA AIRLINES AZORES PRO:
Campeão: Messias Felix (BRA) com 14,93 pontos – US$ 25.000 e 3.500 pontos
Vice-campeão: Wiggolly Dantas (BRA) com 13,27 – US$ 12.500 e 2.640 pontos
SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 6.150 e 2.080 pontos:
1.a: Messias Felix (BRA) 13.00 x 11.80 Nat Young (EUA)
2.a: Wiggolly Dantas (BRA) 15.90 x 5.93 Hodei Collazo (ESP)
QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar – US$ 3.000 e 1.560 pontos:
1.a: Nat Young (EUA) 14.83 x 12.26 Hizunomê Bettero (BRA)
2.a: Messias Felix (BRA) 14.66 x 10.33 Tanner Gudauskas (EUA)
3.a: Wiggolly Dantas (BRA) 13.63 x 11.33 Thiago Camarão (BRA)
4.a: Hodei Collazo (ESP) 15.66 x 15.24 Jonathan Gonzalez (CNY)
RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES NOS OUTROS DIAS:
OITAVAS DE FINAL – Round of 16 – 9.o lugar – US$ 2.300 e 920 pontos:
1.a: Hizunomê Bettero (BRA) 13.44 x 3.50 Eric Geiselman (EUA)
3.a: Messias Felix (BRA) 16.36 x 13.86 Cory Arrambide (EUA)
4.a: Tanner Gudauskas (EUA) 14.40 x 4.83 Willian Cardoso (BRA)
5.a: Wiggolly Dantas (BRA) 13.33 x 8.63 Granger Larsen (HAV)
6.a: Thiago Camarão (BRA) 9.83 x 8.03 Dion Atkinson (AUS)
QUARTA FASE – Round of 24 – 3.o=17.o lugar – US$ 2.000 e 625 pontos:
1.a: 15.66=Hizunomê Bettero (BRA), 15.00=Tiago Pires (PRT), 12.03=Tim Macdonald (AUS)
3.a: 12.84=Messias Felix (BRA), 12.73=Willian Cardoso (BRA), 12.46=Sebastien Zietz (HAV)
4.a: 15.90=Tanner Gudauskas (EUA), 14.36=Cory Arrambide (EUA), 14.07=Krystian Kymerson (BRA)
5.a: 14.27=Wiggolly Dantas (BRA), 12.76=Dion Atkinson (AUS), 11.06=Simão Romão (BRA)
6.a: 15.00=Thiago Camarão (BRA), 12.93=Granger Larsen (HAV), 12.33=Vincent Duvignac (FRA)
8.a: 14.56=Jonathan Gonzalez (CNY), 11.06=Hodei Collazo (ESP), 4.57=Cristobal de Col (PER)
TERCEIRA FASE – Round of 48 – 3.o=25.o lugar (US$ 1.500 e 410 pts) / 4.o=37.o ($ 1.200 e 380 pts):
-------------------realizada até a oitava bateria na quinta-feira:
3.a: 1-Nat Young (EUA), 2-Hizunomê Bettero (BRA), 3-Alan Donato (BRA), 4-Gony Zubizareta (ESP)
4.a: 1-Sebastien Zietz (HAV), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Jano Belo (BRA), 4-Romain Cloitre (FRA)
5.a: 1-Willian Cardoso (BRA), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Joan Duru (FRA), 4-Lincoln Taylor (AUS)
6.a: 1-Cory Arrambide (EUA), 2-Messias Felix (BRA), 3-Jay Thompson (AUS), 4-Filipe Toledo (BRA)
7.a: 1-Dion Atkinson (AUS), 2-Vincent Duvignac (FRA), 3-Santiago Muniz (ARG), 4-Yujiro Tsuji (JAP)
8.a: 1-Wiggolly Dantas (BRA), 2-Granger Larsen (HAV), 3-Thomas Woods (AUS), 4-Glenn Hall (IRL)
-------------------baterias que abriram a sexta-feira:
9.a: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Simão Romão (BRA), 3-Stu Kennedy (AUS), 4-Jean da Silva (BRA)
10: 1-Ty Watson (AUS), 2-Cristobal de Col (PER), 3-Nathan Yeomans (EUA), 4-Caio Ibelli (BRA)
SEGUNDA FASE – Round of 96 – 3.o=49.o lugar (US$ 600 e 250 pts) / 4.o=73.o ($ 500 e 160 pts):
-------------------baterias que fecharam a quarta-feira:
3.a: 1-Tim Macdonald (AUS), 2-Steven Pierson (TAH), 3-Tomas Hermes (BRA), 4-Dale Staples (AFR)
4.a: 1-Alain Riou (TAH), 2-Brian Toth (PRI), 3-Rudá Carvalho (BRA), 4-Mitch Crews (AUS)
-------------------baterias que abriram a quinta-feira:
5.a: 1-Nat Young (EUA), 2-Jano Belo (BRA), 3-Luke Davis (EUA), 4-Manuel Selman (CHL)
6.a: 1-Alan Donato (BRA), 2-Romain Cloitre (FRA), 3-Billy Stairmand (NZL), 4-Filipe Jervis (PRT)
7.a: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Hizunomê Bettero (BRA), 3-Aritz Aranburu (ESP), 4-Jerome Forrest (AUS)
8.a: 1-Sebastien Zietz (HAV), 2-Gony Zubizareta (ESP), 3-Garrett Parkes (AUS), 4-Alexandre Chacon (BRA)
9.a: 1-Willian Cardoso (BRA), 2-Cory Arrambide (EUA), 3-Bernardo Pigmeu (BRA), 4-Eduardo Fernandes (PRT)
10: 1-Joan Duru (FRA), 2-Messias Felix (BRA), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Shaun Joubert (AFR)
11: 1-Jay Thompson (AUS), 2-Lincoln Taylor (AUS), 3-Guillermo Satt (CHL), 4-Ian Gouveia (BRA)
12: 1-Filipe Toledo (BRA), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Peterson Crisanto (BRA), 4-Masatoshi Ohno (JAP)
13: 1-Santiago Muniz (ARG), 2-Glenn Hall (IRL), 3-Medi Veminardi (REU), 4-Jeffrey Lukasik (EUA)
15: 1-Wiggolly Dantas (BRA), 2-Yujiro Tsuji (JAP), 3-Dillon Perillo (EUA), 4-Nathan Hedge (AUS)
17: 1-Jean da Silva (BRA), 2-Ty Watson (AUS), 3-Flavio Nakagima (BRA), 4-Adrien Toyon (FRA)
18: 1-Stu Kennedy (AUS), 2-Caio Ibelli (BRA), 3-Nobuyuki Osawa (JAP), 4-Teale Vanner (AUS)
19: 1-Cristobal de Col (PER), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Keanu Asing (HAV), 4-Rudy Marechal (FRA)
20: 1-Nathan Yeomans (EUA), 2-Simão Romão (BRA), 3-Kiron Jabour (HAV), 4-Marco Fernandez (BRA)
21: 1-Hodei Collazo (ESP), 2-Fredrick Patacchia (HAV), 3-Sidney Guimarães (BRA), 4-Vasco Ribeiro (PRT)
22: 1-Maxime Huscenot (FRA), 2-Marc Lacomare (FRA), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Alan Jhones (BRA)
23: 1-Jonathan Gonzalez (CNY), 2-Charles Martin (GLP), 3-Bruno Rodrigues (BRA), 4-Vicente Romero (ESP)
24: 1-Marlon Lipke (ALE), 2-Matt Wilkinson (AUS), 3-David do Carmo (BRA), 4-Nunes Weverton (PRT)
PRIMEIRA FASE – Round of 144 – 3.o=97.o lugar (90 pts) / 4.o=121.o lugar (30 pts):
3.a: 1-Steven Pierson (TAH), 2-Rudá Carvalho (BRA), 3-Davey Cathels (AUS), 4-Romain Laulhe (FRA)
4.a: 1-Mitch Crews (AUS), 2-Tim Macdonald (AUS), 3-Lucas Santamaria (ARG), 4-Jaymes Tryglone (AUS)
5.a: 1-Luke Davis (EUA), 2-Alan Donato (BRA), 3-Rafael Pereira (VEN)
6.a: 1-Filipe Jervis (PRT), 2-Manuel Selman (CHL), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Christian Saenz (EUA)
7.a: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Garrett Parkes (AUS), 3-David Van Zyl (AFR), 4-Enrique Ariitu (TAH)
8.a: 1-Alexandre Chacon (BRA), 2-Jerome Forrest (AUS), 3-Leonardo Neves (BRA), 4-Mateia Hiquily (TAH)
9.a: 1-Cory Arrambide (EUA), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Cahill Bell-Warren (AUS), 4-Magnum Martinez (EUA)
10: 1-Messias Felix (BRA), 2-Eduardo Fernandes (PRT), 3-Leandro Usuña (ARG), 4-Dylan Southworth (MEX)
11: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Halley Batista (BRA), 4-Taylor Clark (EUA)
12: 1-Peterson Crisanto (BRA), 2-Guillermo Satt (CHL), 3-Jordin Watson (AUS), 4-Freddie Meadows (SUE)
14: 1-Thomas Woods (AUS), 2-Santiago Muniz (ARG), 3-Brad Ettinger (EUA), 4-José Ferreira (PRT)
17: 1-Flavio Nakagima (BRA), 2-Nobuyuki Osawa (JAP), 3-Dimitri Ouvre (GLP), 4-Teppei Tajima (JAP)
19: 1-Cristobal de Col (PER), 2-Simão Romão (BRA), 3-Soli Bailey (AUS), 4-João Guedes (PRT)
20: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Rudy Marechal (FRA), w.o-Timothy Latte (SUE)
21: 1-Sidney Guimarães (BRA), 2-Maxime Huscenot (FRA), 3-Bino Lopes (BRA), 4-Andre Oziol (HAV)
22: 1-Alan Jhones (BRA), 2-Vasco Ribeiro (PRT), 3-Marcelo Rodriguez (ARG), 4-Ruben Gonzalez (PRT)
23: 1-Vicente Romero (ESP), 2-David do Carmo (BRA), 3-Matt Pagan (EUA), 4-Tristan Guilbaud (FRA)
24: 1-Marlon Lipke (ALE), 2-Bruno Rodrigues (BRA), 3-Connor O´Leary (AUS), 4-Cheyne Willis (HAV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário