quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Stand up Paddle - Downwind do Brasil / Ceará sediou a primeira prova

W2 Downwind 2012-Foto 2-Kid Jr.
Um seleto grupo de atletas esteve presente neste fim de semana em Fortaleza, para participar da primeira competição de Stand up Paddle Downwind no Brasil. As condições estavam perfeitas com ventos constantes que atingiam 40 km/h.
Antes da largada o organizador da competição, João Castro, recapitulou as normas e procedimentos de segurança lembrando que ali estava sendo escrito um importante capítulo da história do esporte brasileiro:
“Nossa responsabilidade é imensa. Todos que estão participando dessa prova poderão dizer para seus filhos e netos que fizeram parte da primeira competição do gênero no Brasil. E claro que todo mundo quer fazer parte de uma história com final feliz”, enfatizou João pedindo aos atletas todo o cuidado durante o percurso.
A largada aconteceu às 9:45h da manhã do sábado, 13, na Enseada do Mucuripe e o primeiro a concluir os 30km da prova foi o pernambucano residente na ilha de Maui, no Havaí, Lívio Menelau, atualmente considerado o melhor do mundo nesse tipo de prova:
“O percurso e as condições não devem nada as melhores provas internacionais. Minha maior dúvida era se teríamos realmente ondas surfáveis, já que a maioria acreditava que haveria apenas “carneirinhos” (ondas minúsculas formadas por ventos fortes)… Mas, ficou provado que no Ceará não só há muito vento como também as ondas apresentam tamanho considerável permitindo inclusive o tradicional surf em Canoas Havaianas, Surfski e de pranchas 17 pés”, declarou o vencedor.
Para o carioca Gustavo Ratones, vencedor da categoria SUP Race Masculino, além das boas condições da prova, o visual do percurso foi um dos mais bonitos que ele já viu praticando essa modalidade e assim como vários outros afirmou já estar ansioso para retornar no próximo ano.
Conforme os atletas iam chegando à praia do Cumbuco, local da chegada, o sorriso no rosto de cada um confirmava a satisfação de todos que conseguiram cumprir essa difícil prova.
Outro competidor que fez questão de registrar seu contentamento foi Cauê Serra, conhecido por ser um remador de canoa havaiana experiente e exigente. Cauê afirmou que já havia perdido as esperanças de um evento como esse acontecer no Brasil e parabenizou a organização pela coragem e iniciativa.
Mas, a festa não ficou por conta só dos homens. Andrea Moller, que também mora no Havaí e é uma das melhores atletas do Stand Up Paddle no mundo, comemorou muito a vitória na categoria Unlimited Feminino e afirmou estar impressionada com a organização da prova e com o suporte ao atleta, que considerou melhor do que muitas competições internacionais. Ela também já confirmou presença em 2013.
Como forma de reconhecer o esforço de todos que deixaram seus estados (e e em alguns casos países) e vieram para o Ceará participar da competição, o CEO da Ecooutdoor, João Castro, presenteou os que completaram a prova com o título de “atletas remidos”, ou seja, de agora em diante, jamais pagarão inscrição no W2 Downwind afirmando que todos já estão inscritos para a segunda edição, em 2013, que mais uma vez está prevista para acontecer em águas cearenses.
W2 Downwind 2013
Em 2013 o evento será realmente grande, a Ecooutdoor já sinalizou que apresentará um novo site em três línguas, manterá o mês de Outubro no calendário, e que em breve abrirá as inscrições facilitando a participação de um maior número possível de atletas. Pacotes que incluem transporte dos equipamentos vindos de todo o Brasil, estadia e inscrição, farão parte das diferentes opções de compra. Traslado do aeroporto para a base da competição, e um maior número de dias da abertura ao encerramento do W2 2013, para que o competidor possa fazer um reconhecimento da raia, e passeios turísticos pela região.
Outra novidade pode ser uma maior divisão de categorias, e assim como é lá fora, haverá a possibilidade de grande premiação em dinheiro. Alguns ajustes serão feitos para o próximo ano podendo ser um deles a base do evento, que ao invés de ser o local de largada passará a ser o de chegada. Outro ponto será a melhor sinalização do percurso, pois os competidores remam muito distantes da costa e existe certa dificuldade em saber qual o momento ideal para o inicio da aproximação.
Possivelmente em 2013 a competição será transmitida ao vivo para um canal de TV aberto, e pela internet, helicópteros serão usados para a captura dos melhores ângulos e para a segurança de água. Outra possibilidade será a utilização de localizadores via satélite em cada um dos atletas, o que garantirá maior segurança e a possibilidade de acompanhamento da posição de cada um deles em tempo real, por todos que estiverem assistindo pela internet.
A marca SIC Brasil, após o sucesso de suas pranchas no Brasil e no W2, nada diferente do que vem acontecendo no mundo, poderá fechar nova parceria para que atletas internacionais possam contar com equipamento de qualidade no Brasil, já que existe uma grande dificuldade no transporte das mesmas, a marca também informou que em breve terá as pranchas disponíveis para a compra aqui no Brasil, e o primeiro lote já está quase chegando ao país.
A Classificação nesta primeira prova foi a seguinte:
Canoa Havaiana Oc1 Feminino . 1º Adressa Saboia (Outrigger Life Style) / 2º Maria Paula (Equipe Kimi)
Canoa Havaiana OC1 Masculino . 1º Felipe Newman (Poseidon) / 2º Cauê Serra (Tribo Q Pira) / 3º Leonardo Silva (Silva’s) / 4º Thiago Silva (Praia Vermelha) / 5º José Pinto Filho (Abrame)
Surfski Feminino . Carmen Lucia (não completou a prova após perder a embarcação para o vento.
Surfski Masculino . 1º José Marcos (Turma do Remo) / 2º Marcelo Macuco (Hammer Down) / 3º Pedro Francisco Calejo (Turma do Bigode) / 4º Jefferson Sestaro (Turma do Remo)
Stand Up Paddle Masculino Race 12’6 . 1º Gustavo Ratones / 2º Antonio Carlos Bonfá / 3º Magno Matoso
Stand Up Paddle Feminino Race 12’6 . 1º Karliane Bezerra Sá
Stand Up paddle Masculino Unlimited . 1º Livio Menelau (SIC), 2º Mario Cavaco (SIC/Tribo q Pira), 3º Alexandre Araujo, 4º André Torelly (Torelly’s Sup Co)
Stand Up Paddle Unlimited 40+1º Guto Camargo-SP, 2º Laércio Clayton
Stand Up Paddle Unlimited 50+ . 1º Marco Gorayeb (Ecosupriders)
Stand Up paddle Feminino Unlimited . 1º Andrea Moller (SIC), 2º Barbara Brasil (Abubakir Bahia), 3º Luciana Kern Moller (Ecotreino, GZero, Ilhabela)
Por: George W. Noronha em 17/10/2012hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário