terça-feira, 6 de novembro de 2012

Ventos e Velas - Torben Grael reassume o comando da equipe do Sailing no Match Race Brasil

por MariPeccicacco - Coluna Murillo Novaes
Torben comemora o título de 2010
Rio de Janeiro (RJ) - Um dos maiores campeões da vela mundial confirmou presença na edição 2012 do Match Race Brasil, competição barco contra barco que mudou a cara da modalidade no País e que completa 10 anos de sucesso nessa temporada.
O bicampeão olímpico e vencedor da Volvo Ocean Race Torben Grael tentará retomar para o Rio Yacht Club a hegemonia da categoria, perdida no ano passado para a Marinha do Brasil, de Henrique Haddad. As regatas estão marcadas para o período desta quinta-feira (8) até domingo (11) na Baía de Guanabara e o público poderá acompanhar de perto os duelos na Enseada de Botafogo e no Aterro do Flamengo.
O retrospecto é favorável à equipe do Sailing, como são conhecidos. A turma de Niterói levou o troféu Roger Wright em 2009 e 2010 e esteve no lugar mais alto do pódio em 8 das 14 edições do campeonato. “O Match Race foi importante para a vela, já que permitiu aos patrocinadores e à mídia nacional perceber a modalidade como um esporte mais organizado e profissional, além dos tradicionais resultados olímpicos”, explica Torben.
Desta vez Torben será o timoneiro e quem comandará o Beneteau First 40.7 do Rio Yacht Club nas águas da Baía de Guanabara será o filho Marco Grael. A jovem promessa espera repetir o bom desempenho de 2009, quando fez a função do pai e se sagrou campeão. “Tínhamos praticamente a mesma tripulação de 2012 e conseguimos sair vitoriosos. Porém, desta vez, os nossos adversários estão mais fortes”, diz Marco, que emenda: “O Match Race desenvolve muito a largada, tática e estratégia. O conhecimento das regras é mais exigido e, como as regatas são menores, acontece tudo rapidamente, dando pouca margem a erros.”
Marco Grael sempre esteve presente nas competições de Match Race ao lado do pai e da mãe Andrea. E essa oportunidade ajudou na sua formação como atleta profissional. “Minhas primeiras lembranças foram a de um evento inovador, misturando regatas com os melhores velejadores do País em um tipo de competição pouco vista pelos brasileiros. Tudo isso ao mesmo tempo que se tem uma boa confraternização com os amigos”, conta Marco, que sonha em participar da America´s Cup, evento que inspirou o Match Race.
O filho de Torben Grael fez campanha olímpica na classe 49er e tem resultados expressivos em regatas de oceano, como na Mit Cup e Rolex Ilhabela Sailing Week. Fatos que o credenciam como nova esperança de medalhas para o Brasil. Marco irá rivalizar contra outro pupilo da modalidade, o atual campeão do evento Henrique Haddad. “Somos filhos de velejadores e temos, desde pequeno, esse envolvimento com o mar. Infelizmente no Brasil temos pouca infraestrutura para que o esporte seja mais divulgado e praticado, coisas que ajudam a proporcionar uma maior renovação e consequentemente mais resultados”.

Equipes e comandantes para 2012:

Marinha do Brasil (Henrique Haddad)
Ciaga (Renata Decnop)
Búzios Vela Clube (Alexandre Saldanha)
Veleiros do Sul (Samuel Albrecht)
Rio Yacht Club (Marco Grael)
Iate Clube do Rio de Janeiro (Thomas Low-Beer)
Clube Naval Charitas (Renato Cunha)
Yacht Club de Ilhabela (Maurício Santa Cruz)

Da ZDL



Nenhum comentário:

Postar um comentário