sábado, 19 de janeiro de 2013

Ventos e Velas - Recife vai ser a 1ª parada da VOR 2014/15 e Brasil terá um barco.

Murillo Novaes
Recife (PE) –  A capital do estado de Pernambuco, fará sua estreia como cidade-sede da próxima edição da Volvo Ocean Race. A terra do frevo será a primeira parada da edição 2014-15 da Volta ao Mundo e terá também um barco para a disputa.



Os veleiros, agora os monotipos Volvo 65, partem de Alicante, na Espanha, no segundo semestre do ano que vem, para mais uma aventura pelos mares do mundo. A maior regata do planeta desembarca no nordeste do Brasil em um ano especial, que terá também a Copa do Mundo de futebol.
A festa será ainda maior para Recife, que acaba de anunciar uma equipe para a 12ª edição da Volvo Ocean Race. Será o segundo barco brasileiro na história do evento. Os detalhes sobre a tripulação, incluindo o comandante do barco, serão anunciados nos próximos dias. Mas hoje em Pernambuco, Torben e Lars Grael participaram do anúncio da parada.
“O anúncio da nova equipe de Pernambuco e Recife na Volta ao Mundo é fantástico para a regata”, disse o CEO da Volvo Ocean Race Knut Frostad. “Estou muito feliz de ver a regata fortalecer ainda mais os nossos laços com o Brasil, Recife e Pernambuco”.
Knut Frostad completou: “A parada de Recife no final da primeira etapa é muito positiva, gerando atenção de todos os envolvidos, principalmente dos fãs brasileiros, que terão um barco para torcer na disputa e um porto em uma cidade grande”.
A primeira etapa da Volvo Ocean Race de Alicante até Recife está marcada para o final de outubro. As datas de todas as paradas serão confirmadas em fevereiro deste ano. Além do time pernambucano, uma equipe só de mulheres, a SCA, que tem o brasileiro Joca Signorini, hoje morando em Estocolmo, como um dos coordenadores, está confirmada.
“A chegada da Volvo Ocean Race coroa o ano de 2014 para Recife. O Brasil é a bola da vez do cenário esportivo mundial nos próximos anos com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Será uma verdadeira emoção levar a regata para um país com tanta paixão pelo esporte”, disse o Diretor de Operações da Volvo Ocean Race, Tom Touber, que fez o anunciou oficial do stopover do Recife nesta quinta-feira (17).
Recife, com mais de cinco milhões de habitantes,  tem sol o ano inteiro. As praias atraem turistas de todos os lugares e a de Boa Viagem é um de seus cartões-postais. O Comitê Organizador do Recife foi um dos mais de 80 portos de todo mundo que manifestaram interesse em sediar a regata. O processo de eleição das cidades anfitriãs foi lançado em 2012 e o acordo foi oficialmente selado hoje. A capital pernambucana também está confirmada para a edição 2017-18.
Barco brasileiro - O Brasil terá uma equipe na Volvo Ocean Race pela segunda vez. Os primeiros a enfrentar os mares do mundo foram os tripulantes do Brasil 1, comandados por Torben Grael, na edição 2005-06. Knut Frostad, agora CEO da Volvo Ocean Race, fez parte do time verde e amarelo na Volta ao Mundo. A campanha brasileira foi um grande sucesso em todo o mundo e gerou interesse de mídia. E Torben Grael foi mais além e, na edição 2008-09, se tornou campeão da Volvo Ocean Race como comandante do Ericsson 4, da Suécia.
O País do futebol e da vela participa da Volvo Ocean Race desde a primeira edição, ocorrida na temporada 1973-74. O evento, na época conhecido como Whitbread Round the World Race, teve o Rio de Janeiro como uma das paradas. A regata parou novamente na Cidade Maravilhosa em 1977-78. Depois de 20 anos fora do circuito, o país voltou ao cenário em 1997-98,  quando os maiores velejadores do planeta passaram por São Sebastião, em São Paulo.
Nas edições de 2001-02, 2005-06 e 2008-09, a Volvo Ocean Race voltou para o Rio de Janeiro e, na última temporada, em 2011-12, a cidade catarinense de Itajaí deu um show de organização ao receber os veleiros vindos de Auckland, na Nova Zelândia.
As outras cidades-sede da Volvo Ocean Race 2014-15 serão conhecidas nas próximas semanas. O programa completo, com escalas, datas e distâncias percorridas, será anunciado em fevereiro. A Volvo Ocean Race é conhecida como um dos três maiores eventos de vela do planeta, juntamente com os Jogos Olímpicos e a America’s Cup.
Vale destacar que nenhum velejador conseguiu fechar a tríplice coroa, vencendo os três campeonatos.  Mas Torben, com dois ouros olímpicos, o título da VOR 2008-9 e uma participação na America’s Cup propriamente dita, quando o seu time, o italiano Prada, perdeu para os neozelandeses, é considerado o velejador mais completo do planeta.
“Ver a Volvo Ocean Race voltar para o Brasil novamente é muito legal e a proposta de termos novamente um time brasileiro na regata também é muito interessante. Ainda não houve nenhuma conversa mais séria sobre a equipe e a tripulação. Por enquanto, estou aqui apenas para participar da festa e para prestigiar Recife”, declarou o multicampeão.
Quem viver verá!!
Murillo Novaes

Nenhum comentário:

Postar um comentário