sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ciclismo - Brasileiros atrás de novos recordes

Fonte Prólogo
Foto: Divulgação
Atuais campeões, Reinaldo Colucci e Carla Moreno são algumas das estrelas do Triathlon Internacional de Santos.
Neste domingo, os holofotes da 22ª edição do Triathlon Internacional de Santos estarão voltados para dois dos principais triatletas brasileiros. Campeões em 2012, Reinaldo Colucci e Carla Moreno voltam para a Baixada Santista dispostos a estabelecerem novas marcas.

Entre os homens, Colucci coleciona vitórias em Santos desde 2009. Se vencer este ano, será o primeiro atleta a vencer por cinco vezes consecutivas a prova. Até o momento, o brasileiro divide o recorde com a australiana Michelle Jones, que dominou a prova feminina entre 1996 e 1999.

"Eu tenho muito orgulho de ter vencido essa prova por quatro oportunidades. Sem duvida, é sempre uma motivação a mais disputar uma competição na qual já venci tantas vezes! Porém, meu foco é exclusivamente na prova deste ano de 2013, entro na disputa com a vontade de vencer como se fosse a primeira vez!", disse o brasileiro em sua página no Facebook.

Com mais uma vitória, Colucci se aproximaria ainda mais do maior vencedor do Triathlon Internacional de Santos, o argentino Oscar Galindez, detentor de sete conquistas. Contudo, o brasileiro prefere não pensar nos números e prioriza apenas dar sequência aos trabalhos.

"Às vezes me perguntam se quero obter o recorde de vitórias do Oscar Galindez. Respondo que é sempre complicado comparar números nas carreiras de atletas. O Oscar teve adversários e dificuldades diferentes nos seus sete títulos. Por isso, a minha vontade é sempre de fazer o meu melhor a cada ano e se isso irá me premiar com mais ou menos títulos é apenas uma consequência do meu trabalho. Mas lógico que minha intenção é de continuar vencendo!", conclui Colucci, que começou a temporada 2013 vencendo o Ironman 70.3 de Pucón.

Mas se Colucci ainda está distante do número de conquistas de Galindez, Carla Moreno está próxima. Com seis títulos, a brasileira é a maior vencedora entre as mulheres e com um título se igualaria ao argentino.

"Eu espero poder colocar em prática tudo que treinei. Isso me deixará muito feliz e em condições de brigar por mais um resultado positivo", diz Carla que não esconde um carinho especial pela prova.

"Essa é uma prova especial para mim, um marco na minha carreira, pois foi onde comecei, há 17 anos. Por isso é tão importante estar aqui", finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário