sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Surf - Preconceito em Newcastle / Jadson na bronca

O ex-top da elite mundial Jadson André diz ter sido vítima de preconceito racial em Newcastle, Austrália.
Depois da comemoração do aniversário do amigo Alejo Muniz, ele e alguns atletas que já haviam sido eliminados da prova foram curtir a noite em um bar na cidade.
Segundo Jadson, houve uma confusão entre alguns australianos no local. Porém, os seguranças foram até os atletas brasileiros e expulsaram alguns deles.


"Além de nenhum de nós ter nada a ver com a briga, eles só tiraram os brasileiros com pele mais escura, como eu. Os que tinham pele mais clara ficaram no local", diz Jadson.

"Os seguranças nos levaram a um canto e nos colocaram para fora. Falaram para não voltarmos mais ali. Perguntamos o motivo e eles disseram que eles queriam e pronto. Tentamos resolver numa boa e falaram que era regra do bar", continua o potiguar.

"Depois, já estávamos fora e não íamos voltar. Falamos que não fizemos nada, que viemos competir em Newcastle e queríamos aproveitar um pouco a cidade porque já havíamos perdido no campeonato. Eles falaram 'se danem' e ainda chamaram a polícia. Eles não quiseram nos ouvir e disseram que seríamos presos se não saíssemos de lá", reclama Jadson, que chorou bastante ao sentir que estava sendo vítima de preconceito racial.


"Nunca me envolvi em confusão alguma na minha vida. Nunca briguei. Quem me conhece sabe que sou uma boa pessoa e de muita paz. Nunca me senti tão constrangido como naquele momento", lamenta o atleta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário