segunda-feira, 29 de julho de 2013

Surf - Associação Boca Do Golfinho

Por Carlos Bezerra
Fotos Associação Boca do Golfinho
A Associação Boca do Golfinho recebeu neste mês de julho, dias 17, 18 e 27, um grupo de 13 adolescentes católicos franceses juntamente com o padre Frederico, italiano radicado na França, para um reconhecimento do bairro do Serviluz e para a prática do surf.
Envolvidos com a Pastoral da Criança que celebra 30 anos, os jovens e o padre Frederico visitaram famílias das crianças da associação bem como conheceram os projetos sociais do bairro. Na quinta-feira, dia 18, dedicaram o dia a aprender a surfar juntamente com o auxílio das crianças do projeto e dos monitores.
Muita diversão para os jovens missionários franceses que pegaram o jeitinho de ficar de pé muito rápido. Orientados pelo professor e técnico de surf Carlos Alexandre, puderam experimentar um pouco do prazer que há em andar sobre as águas.

Palavras do Carlos Alexandre para seus parceiros e colaboradores da Associação: 

“Como já estávamos esperando para essa data a chegando dos religiosos com o padre da França para podemos fazer esse tour pela comunidade, mostrar um pouco da realidade de muitas crianças, os trabalhos de prevenção desenvolvido pela associações e projetos. 
Exclusivamente, o nosso trabalho com a nossa criançada, a qual fomos privilegiados pela escolhida diante de outras associações já foi um grande presente e honra para todos. 
Foi bem marcante, tanto nas vidas dos adolescentes franceses como nas vidas que visitamos. Os próprios pais e mães poderam dizer a grande importância da associação na vida de seus filhos e a despreocupação que eles tem pois sabem o onde as crianças estão durantes todo o dia. Para os meninos da associação foi uma diversão tanto no falar como na maneira de se expressar nas articulações de mão… 
Não há idioma que impeça de você transmitir o que deseja. Não falamos nada em francês e eles tão pouco o português. 
Foi muito positivo que nunca havia pegando em uma prancha de surf hoje cada um saiu com um sonho realizado de andar por sobre as águas em cima de uma prancha. 
Fica marcado na infância deles pois o mais velho tinha 17 anos e o mais novo 15 anos 
Temos que dar um salve para o mestre Lobão pois mestre igual a esse não vamos encontrar. Em plena hora do almoço 12;30 ele veio do trabalho para fazer a roda para os gringos verem nossa capoeira. 
A semente foi plantado acho que futuramente se virem no Brasil com certeza se lembraram da boca do golfinho. Certeza que demos uma excelente recepção para nossos amigos estrangeiros. 
No final eles agradeceram muito com o sorriso na orelha. E nossos meninos aprenderam pelo menos bonne journée bon après-midi. rsrsr 
Estamos no grande sweel e nós somos privilegiados em dropar essa onda social.
Um cara que foi e está sendo muito importante é o Carlos Bezerra. Acho que se não fosse ele não teria dado conta do crowd dentro d agua…” 

Imagina meu amigo Carlos Alexandre. Estamos juntos nesse sonho e fazer parte da vida das crianças e da associação é o maior presente que pode haver. 

A Associação Boca do Golfinho celebra juntamente com o grupo os dois dias que compartilharam a amizade e o prazer que o surf proporciona as pessoas de todas as nações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário