segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Surf - WCT Tahiti

Fonte Waves
Ricardinho é agredido por Jamie O'Brien que já pediu desculpas ao brasileiro
Depois de agredir o brasileiro Ricardo dos Santos com um soco durante a triagem do WCT em Teahupoo, Tahiti, o havaiano Jamie O'Brien admitiu o erro e pediu desculpas a Ricardinho.

"Há dois lados em todo problema: um lado está certo e outro está errado. Hoje eu estou errado. Desculpa, Ricardo", postou o havaiano nas redes sociais.
O brasileiro também comentou o pedido de desculpas: "Depois do episódio, Jamie veio pedir desculpas e garantir que isso nunca vai acontecer novamente. Pelo povo brasileiro, falei para ele abaixar a cabeça e ser humilde como um ser humano qualquer. Brasi, nós temos nossa dignidade de volta!.
Sobre a agressão (por Bruno Abbud) Por volta das 17 horas do último sábado (horário de Brasília) e dez da manhã em Teahupoo, no Tahiti, o catarinense Ricardo dos Santos, o Ricardinho, foi agredido pelo havaiano Jamie O'Brien durante a triagem da sexta etapa do WCT. 
"Foi nos segundos finais da bateria. O Jamie O'Brien estava perdendo. Fui até ele com a intenção de marcá-lo", conta o tube rider brasileiro, em depoimento a FLUIR.
"Veio uma onda na qual fomos remando, colados um no outro. Assim que consegui concluir a volta nele e ficar melhor posicionado, ele virou a prancha e foi na onda mesmo assim, me rabeirou e, enquanto fazia isso, me deu um soco na cara. Isso foi um problema com o Jamie. Tenho milhões de amigos havaianos, pessoas com coração de ouro que provavelmente não devem concordar com essa atitude dele".
Ricardinho também manifestou sua revolta no Facebook. "Confesso que para mim é muito triste, pois foi uma situação extrema, na qual pegamos a onda juntos e acabei levando um soco na cara em plena onda!!! Não sou lutador, sou surfista profissional, não estou acostumado a levar socos enquanto exerço minha profissão. Pra completar, após tomar porrada na cara, o quarto colocado virou a bateria. Conclusão: tomei soco na cara durante uma bateria, perdi a chance de defender o título e não há nada que possa ser feito. Não era para o surf ser assim", escreveu.
A competição, denominada Air Tahiti Nui Trials, dura até segunda-feira e definirá os dois últimos participantes da etapa taitiana do Word Tour, que acontece entre 15 e 26 de agosto. Ao todo, 16 surfistas se inscreveram para disputar a chance de correr o campeonato ao lado dos Top 34 da ASP.
Além de Ricardinho, os brasileiros Bruno Santos e Yan Daberkow fazem parte do grupo. Nos últimos dois anos, Ricardinho venceu o trials em Teahupoo, estampando duplamente o nome do Brasil numa lista dominada por taitianos e havaianos. Foi impedido de conquistar a proeza pela terceira vez. Culpa de Jamie O'Brien.

Nenhum comentário:

Postar um comentário