segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Surf - Maresia Paulista Pro, David leva a melhor

Por Fábio Maradei - Fonte Waves
David do Carmo comemora vitória na segunda etapa do Maresia Paulista Profissional. Foto: Munir El Hage
A competição foi marcada pelo alto nível técnico, com direito a notas dez, em ondas muito boas e grandes, incluindo os já tradicionais tubos desse pico. 
O surfista de Praia Grande teve a sua conquista ainda mais valorizada ao superar Wiggolly Dantas, de Ubatuba, atual quarto colocado no WQS e com chances reais de integrar a elite mundial do WCT, em 2015.



“Essa vitória representa muito para mim. Há um mês sofri um acidente na África, levei uma pranchada no rosto e fiquei internado. E Deus me deu essa conquista para voltar bem. Queria muito vencer e mantive o foco. Pensei que iria perder na semi, mas foi muito determinado. Esse primeiro lugar também é mérito do meu patrocinador, a Oz Surfing, que sempre me apoiou muito”, vibrou o surfista de 30 anos.

Na final, ele soube fazer uma leitura muito boa do mar, aproveitando as esquerdas, e na segunda onda garantiu uma nota nove. Depois, com direito a um tubo, arrancou um 8,65 para faturar a vitória e os R$ 8mil, de um total de R$ 30 mil distribuídos entre os melhores do evento. A decisão resumiu o que foi a etapa, com uma disputa acirrada e os surfistas arriscando bastante nas manobras.



David marcou 17,65, contra 16,35 de Wiggolly. O talento local, Igor Moraes, que tem apenas 17 anos e ainda é amador, foi uma das grandes surpresas da etapa, terminando em terceiro, seguido de Flávio Nakagima, também de Praia Grande. Com o resultado, David pulou da 17ª colocação para a vice-liderança do Circuito.


“Ainda é cedo para falar em título, mas vou muito batalhar para ser campeão paulista, que é o principal Circuito do País, e ser bicampeão brasileiro”, afirmou David, que comemorou com Wiggolly e Nakagima ainda no mar, surfando a mesma onda. Depois, ao chegar na areia foi carregado nos ombros até o pódio por Naka e o baiano Bino Lopes.

Wiggolly saiu do mar satisfeito com o resultado e, sobretudo com a sua atuação durante a etapa, com vários high scores, com um 9,75 nas quartas. “Valeu ter participado. Maresias sempre tem altas ondas. O surf aqui é demais e consegui fazer um ótimo treino para o Prime que teremos em Maresias. O David mereceu. É um moleque determinado, com uma vibe muito boa. Parabéns para esse circuito, muito bem organizado”, comentou Guigui, que está com 24 anos.

Igor também comemorou o pódio “em casa” e a grande atuação. “Estou muito feliz. Só tinha ídolos na final. O Guigui, que estará no WCT no ano que vem, e o David que gosto muito”, vibrou o jovem talento de 17 anos. Para Nakagima, a final também representou uma guinada na carreira. “Fazia tempo que não fazia uma final. Maresias é uma onda ótima que gosto muito e sempre que tem um swell venho treinar”, disse Naka, elogiando David, seu companheiro de treinos e viagens. “Antes da final, ele falou para mim. A vitória tem de ir para Praia Grande e deu certo. Ele merece”, enalteceu.

ÍTALO - A etapa também valeu pontos para o ranking brasileiro e o potiguar Ítalo Ferreira manteve a ponta, ao terminar na sétima posição. O competidor, vencedor da abertura do Maresia, em Guarujá, viajou direto da França para Maresias, após perder no WQS de Lacanau, e foi premiado ao também continuar como líder do Paulista. De quebra, ainda faturou a Overboard Expression Session, com a manobra mais radical, um aéreo perfeito e muito alto, faturando R$ 1 mil.

“Saí da semi com raiva de ter errado justamente dois aéreos e não ter passado para a final. Decidi tentar na Expression Session um aéreo para descontar e deu certo. Queria ter acertado na semi”, argumentou Ítalo, recompensado pelo esforço do desgaste da viagem. “Valeu a pena. Poderia ter ido mais longe, estava bem na etapa, mas errei na semi. O importante é que mantive a liderança para tentar ser campeão brasileiro. Esse é um dos objetivos desse ano”, complementou o surfista, que nas quartas-de-final garantiu uma nota dez.


TUBOS - Com 91 atletas de dez estados, o evento contou com grandes momentos. Ainda no sábado, com um mar “pesado” e ondas tubulares de mais de dois metros, o destaque foi Jessé Mendes, de Guarujá. Com dois tubos incríveis, ele garantiu duas notas dez na mesma bateria, um feito histórico e pouco visto, sobretudo em campeonatos no Brasil. No domingo, com ondas menores, os shows continuaram.


O próprio Jessé se aproximou da nota máxima, com um 9,80. Guigui e David do Carmo tiveram 9,75, o paraibano Jano Belo um 9,15 e Ítalo o terceiro dez do evento, na melhor bateria do evento. O líder dos circuitos brasileiro e paulista terminou com 19,70 pontos de 20 possíveis. Nakagima, com 17,10, com um 9 e um 8,10, e Hizunomê Bettero, desclassificado em terceiro, com 16, somando 8,25 e 7,75.

O Circuito terá a terceira e decisiva etapa nos dias 18 e 19 de outubro, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. Além dos R$ 30 mil de premiação e R$ 1 mil da Overboard Expression Session, os surfistas disputarão uma moto, oferecida ao campeão paulista, pela Tent Beach. Já o número 1 do ranking, independente do estado de origem, levará uma passagem para o Havaí, e o segundo viajará para o Peru, numa parceria com a Nias Tour.



Ainda na etapa, foram sorteadas duas pranchas Wave Star ao público, promoção que também será realizada na disputa final. Os resultados completos da etapa estão disponíveis no link www.maresia.com.br/paulistapro2014/page/ao-vivo. Já o ranking brasileiro poderá ser acompanhado no novo site da Abrasp, o www.abrasp.com.

O Maresia Paulista de Surf Profissional 2014 tem o patrocínio da Maresia, em parceria com as redes de lojas Overboard e Tent Beach, a agência de viagens Nias Tour e a marca de pranchas Wave Star. A realização é da Federação Paulista de Surf, com apoios do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, prefeituras de Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, associações de Surf de Guarujá, de Surf de São Sebastião e Ubatuba de Surf, com divulgação da revista Fluir e portal Waves.


Resultados da segunda etapa


1 David do Carmo/Praia Grande – 1.000 pontos – R$ 8.000,00
2 Wiggolly Dantas/Ubatuba – 860 pontos – R$ 5.000,00
3 Igor Moraes/São Sebastião – 730 pontos – R$ 3.200,00
4 Flávio Nakagima/Praia Grande – 670 pontos – R$ 2.600,00
5 Robson Santos/São Sebastião – 610 pontos – R$ 1.600,00
5 Bruno Galini/BA – 610 – R$ 1.600,00
7 Lucas Santos/Ubatuba– 555 pontos – R$ 1.200,00
7 Ítalo Ferreira/RN – 555 pontos – R$ 1.200,00
9 Jessé Mendes/Guarujá – 500 pontos – R$ 800,00
9 Renato Galvão/Ubatuba – 500 pontos – R$ 800,00
9 Jano Belo/PB– 500 pontos – R$ 800,00
9 Hizunomê Bettero/Ubatuba – 500 pontos – R$ 800,00
13 Jackson Santos/Bertioga – 450 pontos – R$ 600,00
13 Odirlei Coutinho/Ubatuba – 450 pontos – R$ 600,00
13 Carlos Eduardo/Guarujá – 450 pontos – R$ 600,00
13 Luciano Brulher/Caraguatatuba – 450 pontos – R$ 600,00
Overboard Expression Session – Ítalo Ferreira/RN – Aéreo – R$ 1.000,00
Ranking do Maresia Paulista Profissional 2014 depois de duas etapas

1 Ítalo Ferreira/RN – 1.555 pontos
2 David do Carmo/Praia Grande – 1.400 pontos
3 Messias Felix/CE – 1.180 pontos
4 Arthur Aguiar/Ubatuba – 1.070 pontos
5 Luciano Brulher/Caraguatatuba – 1060 pontos
6 Hizunomê Bettero/Ubatuba – 1.055 pontos
7 Wiggolly Dantas/Ubatuba – 1.020 pontos
8 Flávio Nakagima/Praia Grande – 990 pontos
9 Marcos Corrêa/São Vicente – 970 pontos
10 Lucas Santos/Ubatuba – 875 pontos
11 Bruno Galini/BA – 850 pontos
11 Robson Santos/São Sebastião – 850 pontos
13 Bino Lopes/BA – 820 pontos
13 Renato Galvão/Ubatuba – 820 pontos
13 Ricardo Ferreira/Praia Grande – 820 pontos
16 Samuel Igo/PB – 800 pontos

Nenhum comentário:

Postar um comentário