sexta-feira, 3 de julho de 2015

Ventos e Velas - Novidades Movimentam Ilhabela Sailing week Dentro e Fora da Água

Fonte Naútica
Foto Divulgação/BL3
À véspera da abertura da principal competição da vela oceânica da América Latina, aumenta a expectativa para se conferir dentro e fora da água as novidades da 42ª Ilhabela Sailing Week. As regatas de oceano começam neste sábado (4) com previsão para rajadas de sul com até 20 nós (36 km/h) na disputa Alcatrazes por Boreste – Marinha do Brasil e seguem até 11 de julho. A Semana de Monotipos, incorporada neste ano ao evento, será aberta hoje (3).
As novidades de 2015 passam pelos cerca de 150 barcos inscritos e acrescentarão qualidade às regatas e entretenimento a mais de mil velejadores. O desempenho dos barcos estreantes HPE 30, derivados dos competitivos HPE 25, é aguardado com ansiedade, enquanto o retorno da classe Bico de Proa, após uma década, promete resgatar a alegria e o prazer de se velejar em tripulações formadas por parentes e amigos. Fora da água, a programação cultural, de 3 a 12 de julho, na Praça das Bandeiras (Vila), terá atrações como Paula Toller, Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Biquini Cavadão e Simoninha.
“A Prefeitura Municipal sempre apoiou a Ilhabela Sailing Week, mas neste ano está consolidando a tradição náutica da cidade e reforçando o compromisso com os velejadores”, enfatiza Carlos Sodré, o Cuca, diretor da Comissão de Regatas. “Será um ganho para os participantes e para a comunidade porque estarão mais envolvidos pela atmosfera da vela. Manteremos a qualidade e tornaremos o evento ainda mais democrático com o retorno dos Bicos de Proa”, assegura Cuca.

Com as novas atrações e a experiência adquirida ao longo dos anos, a Capital Nacional da Vela está preparada para as emoções do mês de julho. “A vela é o nosso DNA. Por conta do Canal de São Sebastião e dos bons ventos, grandes regatas são disputadas em Ilhabela. Será um espetáculo, mais de duas centenas de barcos (incluindo os monotipos) desfilando pelas raias”, enaltece o secretário municipal de Turismo, Harry Finger.
A 42ª Ilhabela Sailing Week proporcionará a velejadores consagrados, situações inéditas dentro da competição. O medalhista olímpico Lars Grael comandará pela primeira vez em Ilhabela o Magia Energisa, barco do irmão Torben que estará chefiando a delegação brasileira de vela no Pan de Toronto. Em 2014, Lars venceu na Star e conquistou o título sul-americano da classe ao lado de Samuel Gonçalves, que também embarcará no Magia.
O campeão mundial da classe Finn, Jorge Zarif, aproveitará a competição para manter o ritmo na campanha olímpica para os Jogos Rio 2016. Pela primeira vez estará a bordo de um HPE 25. “Vou velejar em Ilhabela no Carioca Fiote, depois de treinar de Finn por duas semanas no Rio para o evento teste da CBVela, no início de agosto, na raia olímpica. Esta semana na ilha, com muitos HPE na disputa, será importante para melhorar meu ritmo de regata. É um novo desafio porque nunca fui timoneiro de um barco com vela balão. Estou animado por retornar à semana de vela depois de oito anos, com uma tripulação de amigos”, conta Jorginho. Seu pai, Guga Zarif, também velejador olímpico, venceu a Ilhabela Sailing Week em 2005 com o Áries IV.
Quem também estará de barco novo neste ano é Marcelo Bellotti, competidor assíduo nas raias de Ilhabela. Acostumado às classes Star e HPE 25, o velejador está empolgado com a estreia na HPE 30. “Estou super motivado com a nova classe. O projeto é muito legal e o barco se mostrou rápido e gostoso de se velejar durante os treinos. Espero que faça brilhar os olhos de outros velejadores, conforme aconteceu comigo”, deseja Bellotti, que a partir de quarta-feira (8) será substituído no HPE 30 Capatosta para correr no Star que leva o mesmo nome.
A presença dos sempre eficientes alunos da Escola Naval, do Rio de janeiro, e do Colégio Naval, de Angra dos Reis abrilhanta a competição anualmente com a chancela da Marinha do Brasil representada em vários barcos. A novidade deste ano será a presença de velejadores da EFOMM (Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante), também do Rio. Em participação inédita, os atletas do GVR (Grêmio de Vela e Remo) da EFOMM estarão divididos em quatro barcos civis, junto com os demais tripulantes. Jonas Gomes será trimmer (regulador de vela) no Sessentão. Os alunos Rangel e Alcântara competirão no Saravah, enquanto Carlos Roberto será proeiro do Rainha e Vitor Costa velejará no De Boot.
O velejador Marcos Hurodivich, com mais de três voltas navegadas ao redor da Terra, fez uma pausa estratégica em sua velejada pela Cone Sul para participar da Ilhabela Sailing Week. “Estava em uma viagem oceânica com o veleiro polar Endurance, de 64 pés. Fomos do Guarujá até Puerto Madryn na Península Valdez, Patagônia Argentina, em percurso com cerca de 1 800 milhas (3 200 km)”, relata Marcão, que está conduzindo o Endurance com outros dez tripulantes, em curso de treinamento de vela e vivência a bordo.
“Fiz uma parada estratégica em Valdez antes da semana de vela. Deixaremos o complemento da viagem até Ushuaia, Argentina, para outubro. Ao contrário de 2014, quando velejei em um HPE 25, neste ano participarei como proeiro do lendário veleiro Atrevida, de 80 pés”, compara Marcão. “São os extremos. Estou indo do menor ao maior, mas sempre com grande entusiasmo e emoção. Depois de enfrentar seis patagônicos graus negativos, espero que o inverno seja quente em Ilhabela”, antecipa o polivalente marujo.
A 42ª Ilhabela Sailing Week tem organização do Yacht Club de Ilhabela e patrocínio de Mitsubishi Motors. Os apoios são de Prefeitura Municipal de Ilhabela, Brancante Seguros, Hotel Real Villa Bela, Med Salva, North Sails, Transbrasa, CBVela, Marinha do Brasil, Yacht Club Argentino e Full Time.


Nenhum comentário:

Postar um comentário