terça-feira, 29 de setembro de 2015

Triathlon - Ironman 70.3 Rio: Faça sua Melhor Prova, Se você vai Participar do Ironman 70.3 no dia 4 de outubro siga estas dicas para ter sucesso na prova

Fonte Prólogo
No começo de outubro rola mais uma prova da série de competições do  Circuito Ironman 70.3. Dia 4 de outubro acontece pela primeira vez o Ironman 70.3 Rio de Janeiro, nova etapa no circuito mundial que terá início no Recreio dos Bandeirantes e marcará a quinta prova do Ironman realizada no Brasil. Atualmente, a disputa já acontece em Florianópolis (SC) e Fortaleza (CE), ambas com a distância completa (3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida), e também em Foz do Iguaçu (PR) e Brasília (DF), no formato 70.3.

Esta não é uma prova fácil. Os atletas terão pela frente 1,9 km de natação, 90,1 km de ciclismo e 21,1 km de corrida, com largada, às 6h45 para os homens e 6h50 para as mulheres.
Vai participar da prova? Selecionamos dez dicas preciosas para que você faça o seu melhor Ironman 70.3 e consiga melhorar suas marcar pessoais.
1. Antes de tudo é essencial que você tenha feito treinos específicos para a prova de Ironman 70.3. Lembre-se que quanto mais bem preparado, melhor será o seu resultado.
2. Tenha uma estratégia de alimentação, suplementação e hidratação para o dia da prova e para o percurso. E siga o que você treinou a risca para não ter surpresas no meio do trajeto.
3. Se o dia estiver quente, fato comum no Rio de Janeiro, sempre que puder jogue água na cabeça e nos braços, pois é importante manter a temperatura do corpo baixa para o calor não prejudicar o seu desempenho.
4. Procure imprimir um ritmo moderado e constante durante toda a prova. Por ser a primeira edição do Ironman 70.3 Rio de Janeiro, ainda não há um nível de referência da dificuldade da prova. Por isso, paciência e ritmo são importantes aqui.
5. Se você é bom nadador, posicione-se mais à frente no momento da largada. Caso contrário, fique mais atrás para não ser atropelado por nadadores mais velozes.
leia-mais-cinza

6. Durante a natação, procure visualizar constantemente as boias que marcam o trajeto para não errar o percurso e acabar nadando mais que 1,9 km.
7. A etapa de ciclismo terá, em sua maior parte, a companhia do mar ao seu lado. Isso significa a possibilidade de vento lateral. Mesmo assim, no vento contra, use uma relação de marcha mais leve e gire mais os pedais até que encontre um ritmo que possa sustentar. Já no vento a favor, aproveite para ganhar alguns segundos puxando mais a pedalada. Mas seja cauteloso para não quebrar.
8. O trajeto do ciclismo é considerado pelos organizadores de dificuldade média devido à altimetria de 1.900 metros na subida da Praia da Macumba. Fique atento a isso. Procure subir sentado e girando mais os pedais, pois com isso você diminui o gasto energético e poupa a musculatura das pernas.
9. Faltando cerca de 3 km para o final do ciclismo, use uma relação de marchas mais leve. Assim você recupera o corpo e descansa um pouco as pernas, se preparando para a corrida.
10. O percurso da corrida terá duas voltas. Inicie as passadas em ritmo leve e o mantenha pelos dois primeiros quilômetros. Depois disso, de forma gradativa, busque seu ritmo de prova. Mas tente manter um ritmo constante, sem fazer ataques ou variações bruscas na velocidade.
(Fonte: Rogério Carvalho, educador físico, mestre em Estudos do Esporte pela USP, personal trainer e preparador físico de atletas de endurance. Também é membro do GEDAE – Grupo de Estudos do Desempenho Aeróbio da EEFE, da USP)
Por Lygia Haydée

Nenhum comentário:

Postar um comentário