segunda-feira, 2 de maio de 2016

Surf - Bino Lopes Vence Final Baiana contra Marco Fernandez no Oi Praia do Forte Pro.

Por Ader Oliveira
Bino Lopes, Oi Praia do Forte 2016, praia da Catinguiba. Foto: Luca Castro / Taurus Comunicação.
Em uma final espetacular, o baiano Bino Lopes derrotou o conterrâneo Marco Fernandez para ficar com o título do Oi Praia do Forte Pro, etapa do Qualifying Series encerrada neste domingo, na praia da Catinguiba, também conhecida como “Papagente”.
O último dia do evento contou com boas ondas de meio metro e séries maiores, mas bem demoradas.
Na primeira semifinal, Marco Fernandez não deu chance alguma ao argentino Leandro Usuña, único estrangeiro entre os melhores atletas da competição.

Com um surfe muito forte, o atual vice-campeão brasileiro e líder do ranking baiano arrancou notas 7.50 e 7.10, deixando Usuña “em combinação” por boa parte do tempo.
O argentino esboçou reação com uma longa direita avaliada em 6.50, mas não conseguiu impedir a classificação de Fernandez.


A outra semifinal pegou fogo. O paulista Jessé Mendes esbanjava inteligência no outside, tendo muita paciência para esperar pelas melhores ondas.
A tática estava funcionando e Jessé deixou Bino Lopes precisando de uma combinação de notas depois de arrancar 5.50 e 9.00 dos juízes.

Frequentador assíduo da Praia do Forte, Bino diminuiu a diferença com 7.00 pontos numa onda que abriu mais ao inside. 
Depois de cometer alguns erros na bateria, o atual campeão brasileiro parecia dar adeus à etapa, mas um vacilo de Jessé Mendes nos instantes finais mudou o cenário na Praia do Forte.

O paulista tinha a prioridade, mas deixou Bino Lopes investir na última onda. Exímio conhecedor da bancada, Bino foi para o tudo ou nada na última tentativa e não deu mole. Depois acertar um aéreo rodando, mandou mais duas rasgadas no inside e deixou a praia em suspense.

O baiano precisava de 7.51 para virar e arrancou 7.80 dos juízes, levando a multidão ao delírio e garantindo uma final 100% baiana no Oi Praia do Forte Pro.

Na finalíssima, Bino Lopes e Marco Fernandez travaram uma batalha sensacional. Fernandez começou mais forte, com 8.67 na melhor onda, mas Bino liderou o placar com 7.83 e 6.17, para depois ampliar vantagem com 7.67 e conseguir sua melhor onda na bateria, 8.37. Eletrizante na água, Bino ainda descartou um 7.17 na sequência.

Precisando de 7.53 para virar, Fernandez tentou a virada nos minutos finais com uma boa batida e um aéreo rodando, mas acabou perdendo um pouco o controle na aterrissagem, o que acabou fazendo a diferença. 

Os juízes deram 7.00 pontos ao atleta, para alegria da torcida de Bino Lopes no Papagente. O placar final foi de 16.20 a 15.67.


"Hoje foi um dos melhores dias da minha vida, sem dúvida. Vencer aqui em casa sempre foi o meu sonho. Eu lembro que, em 2008, quando Mineiro (Adriano de Souza) ganhou, fiquei querendo muito aquele sentimento de ganhar em casa, e agora estou conseguindo. Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo", diz Bino.

O campeão falou também sobre a final contra o amigo Marco Fernandez. "Marquinho está de parabéns, é um grande surfista, para mim um dos melhores do Brasil na atualidade. Sabia que seria uma pedreira e procurei usar a experiência do pico a meu favor. Consegui fazer isso na bateria, pegar as boas ondas, trocar as notas. Tracei uma estratégia antes da bateria e consegui executar, então estou amarradão!", comemora o atleta, que recebeu US$ 10 mil pelo título.

Marco Fernandez também comentou o vice-campeonato. "Foi uma final bastante disputada e consegui ter a melhor nota da bateria, mas faltou outra. Cometi alguns erros, principalmente na melhor nota de Bino (8.33), que eu tinha a prioridade. Mas fico feliz pelo meu desempenho e quero dar os parabéns a Bino, que surfou muito bem durante todo o evento e mostrou que estava num nível de campeão. Agora é focar no próximo evento e este resultado serviu para me empolgar ainda mais", revelou Fernandez.

Resultado

1 Bino Lopes (BRA)
2 Marco Fernandez (BRA)
3 Jessé Mendes (BRA)
3 Leandro Usuña (ARG)


Nenhum comentário:

Postar um comentário