terça-feira, 31 de maio de 2016

Surf - Francesa Johanne Defay é a nova Campeã do Fiji Women´s Pro

João Carvalho - WSL South America Media Manager 
Johanne Defay (FRA) (©WSL / Sloane)
A francesa Johanne Defay conquistou sua segunda vitória em etapas do Samsung Galaxy World Surf League Champioship Tour batendo a tricampeã mundial Carissa Moore nas ondas fantásticas de 6-8 pés da terça-feira em Cloudbreak, na ilha de Tavarua, em Fiji. No caminho até a decisão do Fiji Women´s Pro, Defay barrou a número 1 do Jeep WSL Leader, Courtney Conlogue, antes da semifinal contra a sensação do evento, a havaiana Bethany Hamilton. Com a vitória, Johanne subiu da sétima para a quarta colocação no ranking e ganhou novo ânimo para defender o seu título de campeã do próximo desafio do CT feminino, Vans US Open of Surfing em julho na Califórnia, Estados Unidos. Depois das meninas, será a vez dos homens competirem em Fiji, a partir do próximo domingo, 5 de junho, ao vivo pelo www.worldsurfleague.com


"Eu nunca tinha vencido uma bateria da Carissa (Moore) antes", destacou Johanne Defay. "Ela é uma surfista incrível e vinha tirando notas acima de 9 nos tubos que surfou em cada bateria que disputou hoje (terça-feira) aqui. Foi uma loucura ganhar dela nessas ondas fantásticas e estou muito feliz. Quero dedicar essa vitória para a minha família, porque eles ficaram acordados a noite toda assistindo o campeonato".

No ano passado, Johanne Defay também fez bonito nas ondas de Cloudbreak, passando pela mesma Courtney Conlogue nas quartas de final, mas acabou perdendo para a sul-africana Bianca Buitendag nas semifinais. Mas, ela saiu de Fiji para festejar a primeira vitória da sua carreira na divisão de elite da World Surf League na etapa seguinte, a Vans US Open of Surfing no famoso píer de Huntington Beach, que vai sediar a sexta parada da corrida pelo título mundial feminino nos dias 25 a 31 de julho na Califórnia, Estados Unidos.

"As ondas aqui em Fiji estavam fantásticas para nós este ano e estamos todas muito felizes por isso", disse Johanne Defay. "Todas as meninas estavam arrebentando, mas eu senti que não estava sendo muito inteligente nas baterias que antecederam a final. Eu só estava conseguindo pegar boas ondas no fim para avançar, então eu queria começar forte na final".

Na decisão do título, Carissa Moore não conseguiu reeditar as grandes apresentações que a levaram até a final. A havaiana tirou a segunda nota máxima do Fiji Women´s Pro esse ano na bateria contra a dona do único 10 até ali, a australiana Laura Enever. Nesta bateria, Carissa totalizou incríveis 19,03 pontos de 20 possíveis e repetiu a dose contra a sul-africana Bianca Buitendag nas semifinais, quando atingiu 19,04 com notas 9,77 e 9,27 também em tubos incríveis. 

Mas, na grande final foi Johanne Defay quem pegou as melhores ondas da bateria para faturar o prêmio máximo de 60 mil dólares com notas 8,70 e 8,40. A maior recebida pela havaiana foi 6,67, que somou com o 4,03 da sua última onda para totalizar apenas 10,70 pontos, contra 17,10 da francesa. Esta foi a primeira final das duas competidoras esse ano e Carissa Moore se manteve em terceiro lugar no ranking, abaixo da australiana Tyler Wright e da americana Courtney Conlogue, que recuperou a lycra amarela do Jeep WSL Leader nas Ilhas Fiji.

"Foi um evento realmente incrível e estou muito feliz pela maneira que todas as meninas surfaram aqui em Fiji esse ano", disse Carissa Moore. "Para mim, foi um pouco decepcionante não ter conseguido manter o mesmo ritmo das outras baterias que eu competi hoje (terça-feira), mas parabéns a Johanne (Defay), porque ela pegou as melhores ondas da final e mereceu a vitória. Fiji tem sido um evento desafiador para mim e quero agradecer ao meu treinador, C. J. Hobgood, por ter conseguido surfar bem melhor dessa vez".

Mesmo parando nas semifinais, outra havaiana surpreendeu no Fiji Women´s Pro, Bethany Hamilton, convidada da World Surf League para esta etapa. Ela brilhou na segunda-feira ao barrar a ex-líder do ranking, Tyler Wright, na segunda fase. Depois, também derrotou a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore na primeira rodada classificatória para as quartas de final. Esta foi a sexta participação em etapas do CT da surfista que perdeu o braço esquerdo num ataque de tubarão em 2003 e o terceiro lugar foi o melhor resultado da sua carreira. 

"Estar aqui competindo no Fiji Pro foi a realização de um sonho e estou muito feliz da forma como foi", disse Bethany Hamilton. "As meninas do Championship Tour estão surfando num nível incrível e tenho muito respeito por todas elas. Eu consegui um resultado surpreendente aqui e sou muito grata pelo apoio do meu marido, da família e de todos os meus fãs que torceram por mim. Foi realmente uma experiência incrível para mim".

A havaiana dividiu o terceiro lugar no Fiji Women´s Pro com a vice-campeã desta etapa no ano passado, Bianca Buitendag. No último dia, a sul-africana conseguiu vingar a derrota sofrida na final de 2015 para Sally Fitzgibbons, despachando a australiana nas quartas de final. No entanto, não teve o que fazer na semifinal contra a havaiana Carissa Moore, que fez o maior placar do campeonato - 19,04 pontos - para conquistar a segunda vaga na grande final.

"Temos que aprender com as melhores, como a Carissa (Moore), que foi impecável nessa bateria", reconheceu Bianca Buitendag. "A forma como ela se aproxima do lip da onda é muito mais comprometido e crítico do que eu poderia fazer. Definitivamente, eu preciso passar mais tempo surfando em esquerdas, pois não faço isso frequentemente. Há muito o que aprender com todas essas meninas e estou muito feliz por fazer parte deste grupo".

Mais informações, notícias, fotos e vídeos do Fiji Women´s Pro podem ser acessadas pelowww.worldsurfleague.com 

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A missão da World Surf League é simples: inspirar uma mudança positiva para o surf e nossos fãs. A WSL, nova sigla da antiga ASP (Association of Surfing Professionals), vem realizando os principais campeonatos de surf desde 1976, decidindo os campeões mundiais de cada temporada no Samsung Galaxy WSL Championship Tour, do Big Wave Tour, Longboard e Pro Junior, além das etapas do Qualifying Series, as regionais do Pro Junior e Longboard e outros eventos, como o Big Wave Awards. A WSL também vem resgatando a rica história do esporte, promovendo baterias entre estrelas do passado, unindo progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis de todos os tempos. A WSL quer os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo.

Para acompanhar o melhor surf do mundo, é só acessar o www.worldsurfleague.com como milhares de fãs do mundo inteiro, para assistir ao vivo as maiores estrelas do esporte como Kelly Slater, Mick Fanning, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Makua Rothman, Grant "Twiggy" baker, Greg Long, Stephanie Gilmore, John John Florence, Carissa Moore e tantos outros no campo de batalha mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes.

—————————————————————————————
João Carvalho - WSL South America Media Manager
(48) 9988-2986 - jcarvalho@worldsurfleague.com 
—————————————————————————————

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO FIJI WOMEN´S PRO:
Campeã: Johanne Defay (FRA) por 17,10 pontos (notas 8,70+8,40) - US$ 60.000 e 10.000 pontos
Vice-campeã: Carissa Moore (HAV) com 10,70 pontos (6,67+4,03) - US$ 30.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 18.250 de prêmio:
1.a: Johanne Defay (FRA) 17.47 x 11.06 Bethany Hamilton (HAV)
2.a: Carissa Moore (HAV) 19.04 x 16.60 Bianca Buitendag (AFR)

QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar com 5.200 pontos e US$ 13.250 de prêmio:
1.a: Bethany Hamilton (HAV) 12.33 x 11.26 Nikki Van Dijk (AUS)
2.a: Johanne Defay (FRA) 15.07 x 14.00 Courtney Conlogue (EUA)
3.a: Carissa Moore (HAV) 19.03 x 15.77 Laura Enever (AUS)
4.a: Bianca Buitendag (AFR) 14.40 x 10.67 Sally Fitzgibbons (AUS)

TOP-10 DO JEEP WSL RANKING - 5 etapas:
1.a: Courtney Conlogue (EUA) - 37.700 pontos
2.a: Tyler Wright (AUS) - 36.950
3.a: Carissa Moore (HAV) - 34.000
4.a: Johanne Defay (FRA) - 28.650
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS) - 28.150
6.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) - 25.150
7.a: Stephanie Gilmore (AUS) - 24.100
8.a: Malia Manuel (HAV) - 20.300
9.a: Bianca Buitendag (AFR) - 20.050
10: Laura Enever (AUS) - 17.200

Nenhum comentário:

Postar um comentário