terça-feira, 9 de agosto de 2016

Ventos e Velas - Scheidt se Recupera em Segunda Regata do dia e Fecha na 8ª colocação Geral

Gustavo Franceschini - UOL
REUTERS/Brian Snyder
O velejador Robert Scheidt teve desempenho irregular nas regatas da classe Laser, disputadas na tarde desta terça-feira (09). Após oscilar nas duas primeiras regatas, que aconteceram na última segunda-feira (08), o atleta voltou a ter rendimento abaixo da média na terceira regata e acabou apenas na 27ª colocação. No entanto, assim como no primeiro dia, Scheidt conseguiu se recuperar e terminou a quarta regata na quarta colocação. Na classificação geral, o campeão olímpico está na 8ª colocação, cinco posições acima da que havia encerrado na última segunda-feira. 
Na primeira regata, Robert Scheidt terminou na 23ª colocação. Entretanto, na regata seguinte, liderou a prova e mostrou a qualidade que o tornou o maior medalhista olímpico da história do esporte brasileiro. Na terceira regata, Scheidt voltou a ter dificuldades para manter-se entre os primeiros colocados e acabou a prova longe de seus principais rivais. Já na quarta regata, Scheidt fez bela prova e terminou na quarta colocação. Vale ressaltar que a classificação da regata pode ser alterada por possíveis punições ou protestos. 
Questionado sobre o resultado, o velejador admitiu não estar plenamente contente. "É um mix de sensações, porque meus resultados variaram. A raia do Pão de Açúcar é complicada porque fica debaixo da pedra, e ali o vento muda muito. A partir de amanhã (quarta-feira) as provas são fora da baía, e aí vamos ver o que acontece", projeta o brasileiro, esperando melhores resultados a partir da quinta regata, que acontece nesta quarta-feira (10), às 13h05 (de Brasília).
Patrícia Freitas – Classe RS:X
A velejadora Patrícia Freitas começou bem o segundo dia de regatas na classe RS:X, mas após chocar-se com outra prancha, acabou tendo problemas para retomar o bom desempenho inicial. A atleta terminou a quarta regata na segunda colocação. Porém, após o acidente ocorrido na quinta etapa, a vela da embarcação da brasileira acabou caindo, o que fez com que Patrícia perdesse posições e terminasse na 13ª colocação. Na sexta regata, a última do dia, a atleta terminou na 16ª colocação. 
A atleta, que havia terminado na sexta colocação geral após as três rodadas disputadas na última segunda-feira (08), acabou prejudicada pelo desempenho ruim nas duas últimas regatas e caiu duas posições, terminando na oitava colocação geral.
A sexta regata acontece nesta quarta-feira (11), às 13h15 (de Brasília).
Ricardo “Bimba” Winicki – Classe RS:X
Ricardo "Bimba" começou as regatas desta terça-feira (09) na sétima colocação na classe RS:X. 
O bom desempenho na quarta regata, em que terminou na terceira colocação, ajudou o atleta a conseguir ganhar uma posição e ocupar a sexta colocação geral. A quinta regata não trouxe bons frutos para Ricardo, que teve desempenho abaixo do que já havia conquistado na primeira regata do dia e acabou apenas na 13ª colocação. Com isso, o atleta acabou caindo para a sétima colocação no ranking geral.
Assim como nos casos anteriores, a posição ainda poderá ser revista após possíveis punições ou protestos.
Jorge Zarif – Classe Finn
O velejador brasileiro Jorge Zarif, que compete na classe Finn, terminou a primeira regata da modalidade na quarta colocação na manhã desta terça-feira (09). Contudo, na segunda regata o dia, o atleta teve uma pequena queda e terminou a prova na sexta colocação.
O resultado não foi suficiente para fazer Zarif perder a quarta colocação na classificação geral da classe. No momento, a prova é liderada pelo esloveno Vasilij Zbogar, com quatro pontos. O turco Alican Kaynar ocupa a segunda colocação ao somar sete pontos. Na terceira colocação está o argentino Facundo Bazan Olezza, com 10 pontos. A pontuação é a mesma de Zarif, mas os critérios de desempate colocam o argentino à frente do brasileiro. Após a prova, Zarif explicou que as condições climáticas não o favoreceram.
"Não velejei muito bem. Pelas condições, que estavam difíceis, foram resultados até que razoáveis. O vento estava bom, mas é que essa raia debaixo Pão de Açúcar às vezes complica. Pode ver que muito favorito não velejou bem hoje. Salvar um quarto e um sexto até que foi bom", explicou o atleta.
Ainda segundo o atleta, é possível obter uma colocação melhor nas próximas regatas. Entretanto, Zarif já sabe em que precisará melhorar para seguir na briga por uma medalha olímpica.
"Preciso melhorar a largada. Hoje eu comecei muito mal as duas regatas. Amanhã preciso acertar isso porque talvez não dê tempo de recuperar", explicou o atleta, que disse ter feito uma prova de recuperação por conta do início ruim.
A terceira regata da classe acontecerá nesta quarta-feira (10), às 13h05 (de Brasília).


Nenhum comentário:

Postar um comentário