quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Sup - Waves e Wind durante o W2 em Fortaleza

Mundo Sup - Por João Castro
Durante a semana da prova, mais precisamente de terça-feira em diante, atletas já começavam a chegar e desejar reconhecer a raia. Dois dias antes da largada, João Castro, diretor de prova, Américo PinheiroMário CavacoMarcio Adriani(campeão da Tríplice Coroa em 2015), Antonio Carlos Bonfá (Totó), José Marcos Mendes Filho, Carlo Caruso, entre outros, remaram o percurso que mesmo não apresentando condições clássicas, arrancou sorrisos de todos, mas ficou bem claro que daquela maneira chegar até o Pecem, seria tarefa bastante difícil e certamente finalizada por uma minoria e este foi o motivo para mudar a prova e colocar a chegada em Cumbuco.
A competição passaria de 40 Km para 30 Km aproximadamente.
A previsão mudava a cada momento e todos estavam ansiosos para saber como seria no dia da prova. Pois bem, o dia chegou e se há uma definição para o termo “condições clássicas” essa certamente seria W2 Downwind 2016.
As condições anteriores com ventos de leste, variando entre 15 e 23 nós, mas ondulação de 1.3 vinda de nordeste, empurraria os atletas para a costa, obrigando-os a abrir muito na largada para que conseguissem com tranquilidade atingir Cumbuco.
Embora o bom vento alinhasse as ondas, esta condição não poderia ser chamada de “perfeita”, mas no dia da prova os ventos atingiram 20 e 25 nós (talvez mais) a ondulação com 1.6 a 1.8 m rodou e ficou praticamente na mesma direção determinada pelo vento e daí para frente todos podem imaginar o que foi esta prova.
Recorde de temporecorde de surfrecorde de alegria, recorde de preocupação da organização com os competidores, afinal seria a primeira vez na história do evento que todos estavam pegando um mar de gente grande!
Alguns atletas no surfski relataram velocidade média de 15 Km por hora e máxima de 26 Km por hora!
Entre os atletas das três modalidades: Va’a, Stand Up Paddle e Surfski, cabe destaque para um caso à parte. Patrick Winkler, atleta que se apaixonou pelo Paddleboard e que vem participando de grandes provas da modalidade no Brasil, pediu para correr o W2.

Ecooutdoor Sports Business
A Ecooutdoor Sports Business é uma agencia de marketing esportivo e embora realize eventos em todas as modalidades esportivas, tem claramente o DNA dos esportes aquáticos.
Há mais de 4 anos a Ecooutdoor vinha de maneira exclusiva fomentando esta modalidade no evento Aloha Spirit Festival, o maior da America Latina e lá estava uma oportunidade de quem sabe, a partir de 2017 introduzir o Paddleboard no W2 Downwind. Porque não!? Afinal é a modalidade “mãe” de todas as outras e faz parte das maiores travessias ou provas de Downwind no mundo.
Patrick foi valente e partiu para o desconhecido mesmo não estando com a prancha ideal para este tipo de prova.

Com uma Bark de aproximadamente 12 pés, prancha emprestada pelo entusiasta, atleta e grande nome dos esportes aquáticos no Brasil, o Bob Araújo, Patrick firma o seu nome na história do Downwind ao completar esta prova!

Se fossemos aqui pontuar cada destaque nesta edição da prova, teríamos que fazer isso com os 50 atletas, pois todos foram incríveis, mas não podemos deixar de citar os atletas Américo Pinheiro do SUP e Cauê Serra do Va’a.
Ambos chegaram em primeiro em suas modalidades, mas deixaram bastante claro que Downwind é outra coisa.
Técnica e experiência neste tipo de prova é sim um grande diferencial! Marcos Mendes Filho vence na categoria Surfski e a incrível e experiente atleta Carmen Lúcia nos dá o exemplo. Atleta de alma, afinal parece ser a única representante feminina não só no W2, mas praticamente em muitas outras provas.
Carmem rema por paixão, para viver momentos que serão eternizados para ela e não por qualquer outro objetivo també, importantes, mas sem paixão a prática perde o sentido. Parabéns Carmem, você sempre é exemplo.
Nossa também grande homenagem para Glaucia Pompeu do Stand Up Paddle, tradução da palavra FOCO! Treinada por Américo Pinheiro, em seu segundo ano de Tríplice Coroa com: 35 Km do Leme ao Pontal na Rio 34.1, 28 Km na Blue Ocean Paddle e agora 30 Km do mais puro “Brazilian Juice downwind”, provas certamente mais doloridas para os mais velhos, onde ela mostra que não existe limites e deixa explicito para os que querem enxergar!

SPOT Gen3
Mais um ano de Tríplice Coroa e parece que agora os atletas começam a entender a necessidade do SPOT, localizador via satélite e equipamento de salvamento.
Não foram poucas as conversas sobre o tema em diferentes momentos durante o evento e já sentimos daqueles que tem o equipamento, não só o sentimento de segurança como a compreensão da importância e exigência do mesmo.
Durante a prova um atleta foi resgatado pelo barco de apoio após sentir-se enjoado e isso só foi possível, naquela imensidão e agito de ondas, por conta do equipamento. Dois outros atletas foram monitorados até que chegassem em terra e fossem resgatados pela equipe de terra.
Houve até o caso de um atleta que teve o SOS disparado e rapidamente sua esposa, em outro estado e a organização da prova, foram contatados pela marinha que recebera dos Estados Unidos a informação de que houve um pedido de socorro da Latitude e Longitude “X” e eles já estavam apostos para colaborar no resgate com o helicóptero, o que não houve necessidade pois o atleta já se encontrava na chegada, feliz, sorridente e radiante!
Esta foi uma pequena amostra de que estávamos certos quando optamos pelo uso obrigatório do aparelho. Se todos entraram naquele mar e se divertiram, foi por conta do SPOT Gen3, pois sem ele, certamente não seriam autorizados a competir pela organização.
No fim da prova ficou o compromisso da organização de já firmar a data de 2017, colocar em seu site todas as informações, para que os atletas possam se programar também financeiramente.

Novidades para 2017
Existe a possibilidade de em 2017, serem duas provas em Fortaleza durante a mesma viagem. Fiquem atentos! www.triplicecoroa.com.br
A Ecooutdoor agradece o patrocínio da SPOT, o apoio da SeaDoo BRP, são 3 anos apoiando nossos eventos, Carmel Cumbuco Resort por abrir suas instalações para os atletas e familiares, Yach Clube Fortaleza por abrigar a largada da prova e ASUP Ceará pelo apoio em tudo que precisamos durante estes dias.

Homenagem
A prova W2 Downwind 2016 homenageou o atleta Eduardo Gondin, ex vice presidente da ASUP CE, falecido há pouco tempo.

Resultado W2
Categoria
Nome
Tempo
Classificação
Stand Up Paddle 
Stock  Masculino
SUP Stock Masculino
Marcio Adriani
02:32
1
SUP Stock Masculino
Gustavo Moura Costa e Costa
02:44
2
SUP Stock Masculino
Guilherme Júnior
02:59
3
SUP Stock Masculino
PEDRO LUIZ DE CASTRO PEREIRA
03:01
SUP Stock Masculino
André Alexandre Rosa
03:02
SUP Stock Masculino
Paulo Vasco
03:16
Stock Masculino 40+
SUP Stock Masculino 40+
Bruno Pitanga
02:43
1
SUP Stock Masculino 40+
André Luiz Barros
02:48
2
SUP Unlimited Masculino 40+
Leonardo lorang
02:58
2
Stock Masculino 50+
SUP Stock Masculino 50+
jorge mario lino villas boas
04:06
1
Stock Feminino
SUP Stock Feminino
Marly Pires
03:18
1
Stock Feminino 40+
SUP Stock Feminino 40+
Glaucia Pompeu de Siqueira
03:46
1
Unlimited Masculino
SUP Unlimited Masculino
Américo Pinheiro Junior
02:21
1
SUP Unlimited Masculino
Mario Cavaco Neto
02:25
2
SUP Unlimited Masculino
Gustavo Ratones
02:34
3
SUP Unlimited Masculino
Carlo Martini Caruso
02:46
SUP Unlimited Masculino
Paulo Marcello Coelho Porto
03:16
SUP Unlimited Masculino
Marcelo Romano
04:16
Unlimited Masculino 40+
SUP Unlimited Masculino 40+
Antonio Carlos Bonfá Junior
02:40
1
SUP Unlimited Masculino 40+
Felipe Goettems
03:04
2
SUP Unlimited Masculino 40+
FERNANDO RAMOS MENDES
03:20
3
SUP Unlimited Masculino 40+
Marcos José de Araújo filho
03:51
Canoa Havaiana
Paddleboard
Paddleboard
Patrick Winkler
02:59
1
OC1 Masculino
OC1 Masculino
CAUE SERRA
02:06
1
OC1 Masculino
Pedro Henrique Almeida Weichert
02:11
2
OC1 Masculino
FELIPE NEUMANN
02:15
3
OC1 Masculino (V1)
Carlos Jose Lopes Ribeiro Filho
02:53
OC1 Masculino
Rafael Medeiros
03:15
OC1 Masculino 40+
 OC1 Masculino 40+
Claudio Chain
02:20
1
 OC1 Masculino 40+
João Renato
02:23
2
 OC1 Masculino 40+
Alexandre Levorin
02:33
3
Surfski Masculino
Surfski Masculino
JOSÉ MARCOS MENDES FILHO
01:56
1
Surfski Masculino
Luiz Wagner Pecoraro
02:00
2
Surfski Masculino
Alexandre Ferreira
02:00
3
Surfski Masculino
Marcelo Magnanini
02:06
Surfski Masculino
Jefferson Liborio
02:14
Surfski Masculino
Carmen Lucia da Silva
02:47
Surfski Masculino 40+
Surfski Masculino 40+
Leonardo Carneiro
02:28
1
Surfski Masculino 40+
Jose Correia Pinto Filho
02:46
2
Surfski Masculino 40+
Paulo Brandao
02:58
3

Nenhum comentário:

Postar um comentário