segunda-feira, 10 de abril de 2017

Surf - Sally Fitzgibbons festeja primeira vitória em M-River

João Carvalho - WSL South America Media Manager_
Sally Fitzgibbons (AUS) (@WSL / Ed Sloane).
Depois de quase uma semana de espera, as ondas voltaram a entrar com boas condições no sábado para decidir o título feminino do Drug Aware Margaret River Pro nas séries de 3-5 pés em Main Break. As finais masculinas ficaram para o último dia do prazo do segundo desafio do World Surf League Championship Tour e a primeira chamada do domingo será as 7h00 em Western Australia, 20h00 do sábado em Brasília. Entre as meninas, Sally Fitzgibbons festejou sua primeira vitória em Margaret River na final contra a defensora do título desta etapa e atual campeã mundial, Tyler Wright. Com os 10.000 pontos conquistados, passou a dividir o primeiro lugar no Jeep WSL Ranking com a também australiana Stephanie Gilmore, campeã na Gold Coast.



"Estou me sentindo na Lua agora segurando esse troféu", disse Fitzgibbons, que não vencia uma etapa do CT desde 2015 em Fiji. "Quando ouvi meu nome ser anunciado como a campeã, eu realmente me emocionei bastante e procurei ficar calma. Foram duas semanas incríveis aqui em Margaret River e terminar com uma vitória é a melhor sensação do mundo. Eu adoro vir para cá, é um lugar que me sinto muito bem, então por tudo isso é uma vitória muito especial para mim".

Sally Fitzgibbons começou o sábado vingando a derrota sofrida para a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore também nas semifinais da etapa que abriu a temporada 2017 da World Surf League na Gold Coast. Na final australiana com Tyler Wright, começou bem com uma nota 7,83. A atual campeã mundial não conseguia achar boas ondas e Fitzgibbons foi aumentando sua pontuação a cada onda até ganhar um 7,07 para abrir 8,30 pontos de vantagem. Tyler Wright ainda fez uma última tentativa de virar o placar sem sucesso e dessa vez perdeu o título para Sally Fitzgibbons por 14,90 a 12,53 pontos. 

"Eu sou de Gerroa, uma cidade tão pequena que foi bem representada hoje (sábado) na final com a Tyler (Wright) e isso é muito legal", disse Sally Fitzgibbons. "Estar em primeiro lugar no ranking agora é um sentimento muito especial para mim. Mas sei que estamos só no começo, é um ano longo e eu preciso manter o foco para buscar meus objetivos. Mas, espero me manter em primeiro lugar".

Apesar de não conseguir o bicampeonato no Drug Aware Margaret River Pro, o segundo lugar já coloca Tyler Wright na briga direta pela ponta do Jeep WSL Ranking. Ela agora tem 13.200 pontos contra 16.500 das líderes Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons. Além disso, abriu uma vantagem das outras concorrentes, a tricampeã mundial Carissa Moore e Nikki Van Dijk, que dividem a quarta posição com 10.400 pontos. Sem vencer nenhuma bateria nas duas primeiras etapas, a brasileira Silvana Lima ocupa a 15.a posição com 3.500 pontos.

FINAIS MASCULINAS - Agora só falta definir o campeão do Drug Aware Margaret River Pro, que será encerrado neste domingo com a expectativa de grandes ondas em Main Break. Apenas dois dos oito finalistas vão brigar pela ponta do Jeep WSL Leader no último dia, com o atual campeão mundial John John Florence tentando recuperar a lycra amarela perdida para o australiano Owen Wright na Gold Coast. 

Owen vai abrir o domingo enfrentando o também australiano Jack Freestone na primeira quarta de final. E o havaiano entra na bateria seguinte com o taitiano Michel Bourez. Na chave de baixo, um duelo brasileiro entre o campeão mundial Adriano de Souza e Filipe Toledo define o terceiro semifinalista. Quem ganhar, decide a segunda vaga na grande final contra o vencedor do confronto entre o sul-africano Jordy Smith e o norte-americano Kolohe Andino. 

O Drug Aware Margaret River Pro está sendo transmitido pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo da WSL e pelo Facebook Live através da página da World Surf League no Facebook, passando ao vivo também pela ESPN+ e globoesporte.com no Brasil, CBS Sports Network nos Estados Unidos, Fox Sports na Austrália, SKY NZ na Nova Zelândia, SFR Sports na França e em Portugal e EDGE Sports Network na China, Japão, Malásia e outros territórios asiáticos.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão. 

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

-----------------------------------------------------------
João Carvalho - WSL South America Media Manager
(48) 999-882-986 - jcarvalho@worldsurfleague.com 
-----------------------------------------------------------

QUARTAS DE FINAL DO DRUG AWARE MARGARET RIVER PRO:
1.a: Owen Wright (AUS) x Jack Freestone (AUS)
2.a: John John Florence (HAV) x Michel Bourez (TAH)
3.a: Adriano de Souza (BRA) x Filipe Toledo (BRA)
4.a: Jordy Smith (AFR) x Kolohe Andino (EUA)

FINAL FEMININA DO DRUG AWARE MARGARET RIVER PRO:
Campeã: Sally Fitzgibbons (AUS) por 14,90 pontos (7,83+7,07) - US$ 60.000 e 10.000 pontos
Vice-campeã: Tyler Wright (AUS) com 12,53 pontos (6,60+5,93) - US$ 30.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar com 6.500 pontos e US$ 19.000 de prêmio:
1.a: Tyler Wright (AUS) 16.00 x 12.17 Sage Erickson (EUA)
2.a: Sally Fitzgibbons (AUS) 11.43 x 10.93 Stephanie Gilmore (AUS)

TOP-10 DO WSL JEEP WOMEN´S RANKING - após as 2 primeiras etapas:
1.a: Stephanie Gilmore (AUS) - 16.500 pontos
1.a: Sally Fitzgibbons (AUS) - 16.500 pontos
3.a: Tyler Wright (AUS) - 13.200 
4.a: Carissa Moore (HAV) - 10.400
4.a: Nikki Van Dijk (AUS) - 10.400
6.a: Johanne Defay (FRA) - 9.800
7.a: Lakey Peterson (EUA) - 9.750
8.a: Courtney Conlogue (EUA) - 8.500
8.a: Keely Andrew (AUS) - 8.500
10.a: Sage Erickson (EUA) - 8.250
15.a: Silvana Lima (BRA) - 3.500

Nenhum comentário:

Postar um comentário