quarta-feira, 28 de março de 2018

Surf - Um Pedaço do Swell

Avisosport_
2 e 3 de março o estado do Ceará recebeu a maior ondulação no tempo de previsões via internet.
Com isso, algumas praias chegaram a bombar ondas de 6 a 7 pés, os Gran Karuna Lucio Costa(Picolé) Ricardo Martins (Kadinho), Paulo Bramdão (Brandas), Dudu, Beto Fotografo e Mami, fizeram essas imagens desse swell inédito.  

terça-feira, 20 de março de 2018

Surf - Dias Mágicos no Ceará

Fonte Betinho Rosa ( Waves )_
Nos últimos dias 2 e 3 de março, o estado do Ceará recebeu uma das maiores ondulações dos últimos dez anos, com alerta da marinha informando que a maré atingiria 3,2 metros com lua cheia.
Com isso, algumas praias chegaram a bombar ondas de 6 a 8 pés. Aproveitando as ótimas condições, os atletas Charlie Brown e Betinho Rosa fizeram a cabeça.

quarta-feira, 7 de março de 2018

Surf - Deivid Silva ganha final brasileira com nota 10 em Sydney.

João Carvalho – WSL South America Media Manager_
Deivid Silva (SP) (@WSL / Matt Dunbar).
Uma final verde-amarela fechou o segundo QS 6000 do ano na Austrália, com o paulista Deivid Silva batendo todos os recordes do Vissla Sydney Surf Pro no bicampeonato do Brasil nas ondas de Manly Beach. Ele repetiu a vitória de outro surfista do Guarujá no ano passado, Jessé Mendes, com a única nota 10 do campeonato numa onda em que acertou dois aéreos. O título valia a vice-liderança no ranking do WSL Qualifying Series, que segue com o australiano Mikey Wright na frente e o catarinense Alejo Muniz em terceiro lugar com o vice-campeonato em Sydney neste domingo. Na decisão feminina, a australiana Nikki Van Dijk impediu o bicampeonato consecutivo da havaiana Malia Manuel em Manly Beach.
“Estou muito feliz por ganhar este evento nesta praia cheia de brasileiros torcendo pra gente. Foi muito bom e me sinto honrado com essa vitória”, disse Deivid Silva, que saltou da 139.a para a segunda posição no ranking com os 6.000 pontos da vitória na Austrália. “Está sendo um bom começo de 2018 para mim e fazer a final com um grande amigo como o Alejo (Muniz) foi um sentimento incrível. Esta foi a maior vitória da minha vida até agora e estou muito contente em poder levar este troféu de campeão para casa no Brasil”.
Para decidirem o título do QS 6000 Vissla Sydney Surf Pro, eles ganharam os dois confrontos diretos com os australianos nas semifinais. Alejo Muniz despachou Reef Heazlewood e Deivid Silva fez o mesmo contra Matt Banting, deixando-os empatados em terceiro lugar. Na grande final, DVD, como Deivid Silva é conhecido pelos amigos, deu um verdadeiro show nas ondinhas de meio metro de altura do domingo em Manly Beach. Foi, simplesmente, a melhor apresentação de todo o evento, apesar das difíceis condições do mar para competir.
“Mesmo não vencendo, foi mais um bom resultado para começar bem o ano de 2018”, disse Alejo Muniz. “Eu consegui um nono lugar em Newcastle (semana passada) e agora ficar em segundo lugar fazendo a final com um grande amigo foi muito bom para fechar essa perna australiana. Eu e o Deivid (Silva) nos conhecemos há muitos anos, conheço toda a família dele, então não dá nem para ficar triste pela derrota para um grande amigo como ele”.