quinta-feira, 19 de abril de 2018

Surf - Etapa Cancelada, Atletas comentam difícil decisão da WSL

Fonte Ricosurf- Autor Carlos Matias_
Gabriel Medina ficou feliz com a decisão. Foto: reprodução Instagram.
“Pessoalmente me sinto confortável com a decisão da WSL e também me sinto confortável com a equipe de segurança com jet ski, drones e barco com sonar nos lugares que surfamos. Eu amo o oeste da Austrália! E essa é uma decisão que todos saem ganhando. Eu e Mikey Wright vamos ficar por mais uma semana pelo oeste. Fique ligado para ver nossa aventura”, Owen Wright (AUS).
“Não vamos perder o amor pelo oeste australiano. Tenho certeza que foi uma decisão incrivelmente difícil para a WSL, mas estou feliz que eles priorizaram a segurança dos surfistas. Como surfistas nós corremos o risco todos os dias quando remamos no oceano e muitos de nós estávamos dispostos a completar o campeonato aqui em Margaret River, mas a WSL tomou a decisão correta para nós. É uma situação única e muito chata para a associação de surf do oeste australiano que sempre fez de tudo para nos sentíssemos bem durante o evento, mas vamos seguir no próximo ano. Estou sendo honesta em dizer que quero voltar no ano que vem. Tem sido uma viagem incrível até aqui”, Stephanie Gilmore (AUS).
“Toda vez que vou surfar em lugares que têm muitos tubarões eu tiro um minuto para entender se essa é a minha hora, o meu momento. Eu amo o oceano e eu amo surfar e essa é a minha maneira de ficar confortável com os tubarões no line up. Tendo dito isso, eu respeito 100% os outros surfistas não estarem confortáveis em continuarem o evento aqui e também concordo totalmente com a decisão da WSL em terminar essa competição em outro lugar daqui a alguns meses. Muito obrigado a associação de surf do oeste australiano por nos estender o tapete vermelho e por tornar esse evento especial para nós”, Conner Coffin (EUA).
“Eles cancelaram o evento por causa dos tubarões, mas foi uma coisa positiva, pois a segurança está em primeiro lugar. Eu gosto muito e vir para cá e espero que eles consigam melhorar a segurança para o ano que vem”, Michel Bourez (TAH).
“Eu só ia raspar o bigode depois que ganhasse ou perdesse no campeonato. Acho que isso vai ficar durante um bom tempo”, disse o brincalhão Joel Parkinson (AUS) penteando o bigode.
“Noticía louca essa do evento de Margaret River ter sido cancelado, mas não estou surpreso, infelizmente. Está na hora de olhar para esse assunto de forma bem mais séria. A Ilha Reunião está lidando com isso há muito tempo. Muito triste WSL”, escreveu Jeremy Flores (FRA), local da Ilha Reunião que passa por problemas de ataque de tubarão há muitos anos.
“Agradeço a WSL que em primeiro lugar se preocupou com a segurança de todos os atletas e cancelou o evento, devido aos últimos acontecimentos. Obrigado e até o próximo evento”, Gabriel Medina (BRA).
“Obrigado WSL por cuidar da segurança dos atletas e fazer essa difícil decisão! Infelizmente é impossível agradar a todos, mas foi a melhor opção a ser seguida. Vejo vocês em breve! Obrigado Austrália, eu tive um dos melhores momentos da minha vida”, Italo Ferreira (BRA).
“Hoje a WSL cancelou o resto do evento aqui em WA (Oeste Australiano)! Sinceramente não me sinto confortável para competir/treinar numa condição dessa, da mesma forma como outros surfistas estão acostumados a conviver com os tubarões! Jamais irei contra meus medos, e nunca vou duvidar do que sinto! Agradeço a WSL e também a associação de surf do oeste australiano por todo o suporte e segurança para nós surfistas! Carinho e respeito pela decisão de vocês! Ps: feliz de ir pra casa e poder ver minha família!”, Filipe Toledo (BR
A).

Nenhum comentário:

Postar um comentário